Autor Tópico: As Harley Street e Roadster deixam de se comercializar na Europa!  (Lida 282 vezes)

Setembro 27, 2020, 09:29:49, 09:29
Lida 282 vezes

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 17756
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
As Harley Street e Roadster deixam de se comercializar na Europa!







Tinha por aqui indicado há apenas um par de dias a saída da Harley India como local de fabrico de motos da marca com efeitos imediatos e a que se acrescentou o despedimento de uns milhares de trabalhadores, mas agora....

...parece que as mudanças vão ainda para lá disso.

Aliás, são grandes as mudanças na Harley, que até podem ser estratégias comerciais, mas que desta vez afectam também directamente o mercado Europeu...

Isto porque as Street e as Sportster vão deixar de ser comercializadas por cá (UE).

Já li versões sobre a adaptação dos motores às normas de emissões terem ditado o seu fim, com a marca a não querer enterrar dinheiro na sua adaptação à Euro5.
Como pode ser uma estratégia da marca, que não sei se será favorável ou não, mas as coisas a caminhar assim...  :pensador:

O que parece já certo é que acabado o stock das existentes, é dizer adeus às Street e Roadster.  :confused:
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Setembro 27, 2020, 10:48:25, 10:48
Responder #1

JoãoPVCarvalho

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 1542
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Bicho Raro
  • Marca Motociclo: Moto Guzzi
  • Modelo Motociclo: V85TT
  • Localidade: Benavente
A HD está a caminhar para o precipício.

O Trump quer a HD só para os Americanos é para continuarem a ser "Great" wtf...

Quanto estiverem às portas da falência pode ser que uma "Mahindra" qualquer compre aquilo e a HD evolua.

Enviado do meu VOG-L29 através do Tapatalk

Um planeamento cuidado é meio caminho andado.✌
by JDilemas

Setembro 27, 2020, 23:11:49, 23:11
Responder #2

2low

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4663
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Almada
A HD está a caminhar para o precipício.

O Trump quer a HD só para os Americanos é para continuarem a ser "Great" wtf...

Quanto estiverem às portas da falência pode ser que uma "Mahindra" qualquer compre aquilo e a HD evolua.

Enviado do meu VOG-L29 através do Tapatalk

Acho que é mais que isso...

Por um lado o parolo trump com o seu orgulho amaricano do tamanho de um menu big tasty double, e do outro lado os parolos dos senhores de bruxelas.
Este "duo" tem tudo para dar mal e já está a dar...

Harley "não papa grupos" e faz o manguito.
Honda também fez o manguito - a recente CBR600RR que até nos EUA é comercializada...
Sobre as tais normas #eurotretasdoalhoquenãotêmoutronomeparasedefinir, o engraçado é que o tal dieselgate (vw) teve o êxtase a dar-se em pleno EUA e não propriamente na Europa, que só para aqui apareceu depois...
Portanto, resta que a Indian faça também o manguito.

Esta coisa do ambiente já à muito que mete nojo e quem está por trás delas aparenta desempenhar funções apenas para promover determinados negócios e lixar outros.
E essa coisa bonita do ambiente é só um mero pretexto para decorar o "contexto"...
[comentário para e de 3 tópicos num único]

Mas de Harley só me recordo de alguém que por aqui andava com uma street750, pelo que pode não se perder grande coisa... digo eu...
 :lolol: :convivio:
« Última modificação: Setembro 27, 2020, 23:13:42, 23:13 por 2low »


"Coragem é saber o que não temer.", Platão
"Se uma scooter é um aspirador, quantos sacos gasta aos 100?", Alguém

Setembro 28, 2020, 10:08:48, 10:08
Responder #3

JViegas

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 3660
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
A Harley Davidson faz parte do meu passado como criança e adolescente.

O barulho característico e a postura dos seus proprietários é algo que já não se vê muito nos dias de hoje. A "pinta" de rebelde deu lugar a algo muito incerto quanto ao futuro da mesma.

Quando vejo um programa no canal de Historia, onde o Mike Wolfe and Frank Fritz, na sua busca por relíquias encontram um motor ou um quadro de uma HD, existe sempre uma história associada não só do seu proprietário como do modelo em questão.

Conta-se sempre uma história. Algo que desaparece com esta mudança de estratégia e talvez do "sonho americano" que já não mexe assim com tanta gente.

As novas regras de emissões fazem assim mais uma "vitima".
Como será o futuro?

Setembro 28, 2020, 13:24:18, 13:24
Responder #4

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 17756
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
(....)
E essa coisa bonita do ambiente é só um mero pretexto para decorar o "contexto"...
[comentário para e de 3 tópicos num único]
(...)

Percebo e aceito opinião diferente da minha  :nice: mas a questão ambiental é algo que se vive no presente e vai muito para lá daquilo com que nos confrontamos no nosso país.
É uma questão global (não estou especificamente a falar das emissões) e com resultados que têm sido desastrosos.

Sobre os 3 tópicos, eu lembro-me de em tempos (Fevereiro de 2019) ter criado este: https://www.clubeportuguesmotociclismo.pt/index.php?topic=5019.msg65937#msg65937 
Se há mais um ou outro, pessoalmente não me apercebi.  :nice:
Fiz agora pesquisa por "ambiente" no título dos tópicos e verifiquei apenas esse que indiquei, a caminho dos 2 anos.



(....)
Como será o futuro?


Especificamente sobre o futuro da Harley (pelo menos na Europa) vai começar por ter um catálogo um pouco mais curto.
As coisas estão a andar muito depressa, os investimentos para se manter a alma de um motor e ao mesmo tempo cortar nas emissões tem custos bastante elevados e...a marca estará a fazer escolhas.

A própria electrificação vai paulatinamente tomando lugar. Talvez leve um pouco mais tempo do que aquilo que há uns anos eu julgava, mas a norma Euro5 é mais uma das coisas que "empurra" nesse sentido.
« Última modificação: Setembro 28, 2020, 15:47:26, 15:47 por Sapiens21 »
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Setembro 29, 2020, 13:47:57, 13:47
Responder #5

MotardFeio

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 633
  • Marca Motociclo: CBR
  • Modelo Motociclo: XX
  • Localidade: Margem Sul
A CBR 600 RR também deixou de se vender na Europa e ainda não acabou a Honda...
Não vem mal nenhum ao mundo, a não ser que a Harley deixa de ter dois modelos de "acesso" à gama à venda na Europa.
Sombra, Saúde e "não vamos ferir susceptibilidadezinhas"...
Que deus não pode dar tudo!!!

A tua liberdade acaba onde começa a minha

Setembro 29, 2020, 16:55:06, 16:55
Responder #6

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4541
As Sportster correspondem a uma fatia considerável das vendas da HD, nomeadamente na Europa.

Mas são muitos os modelos de diferentes construtores que tiveram morte anunciada com a Euro4 e Euro5.
No entanto, continuam cá com as devidas alterações.

Custa-me a acreditar que a HD simplesmente tenha abandonado este tipo de desenvolvimento.
Até porque recentemente tem introduzido novos motores, embora de maiores capacidades.
Não me admiraria que tenha um novo destinado a este segmento, mas que por alguma razão esteja atrasado ou simplesmente à espera do momento certo.

BTW, sobre assuntos que não têm nada a ver, recordo que:
A HD já existia antes de Trump e continuará a existir depois dele.
A HD já atravessou momentos complicados que se alternaram com períodos em que foi comercialmente bem sucedida.
A HD já teve produção externa no passado, antes de como tantos outros, recorrer hoje à China ou India.

 

Setembro 30, 2020, 15:30:24, 15:30
Responder #7

saraiva

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 957
  • Texto Pessoal
    E a mim que me importa?
  • Marca Motociclo: UM
  • Modelo Motociclo: Renegade Sport S
  • Localidade: Amadora
Eu acho que é mesmo a falta de vontade de adaptação às normas Euro5.

A HD parece ter uma ligação umbilical ao Governo dos EUA e já se sabe que os governos dos EUA têm-se marimbado um bocado para os acordos relacionados com o ambiente.

É uma decisão que dentro do panorama que temos visto compreendo.

Se encontrarem por aí uma fábrica que consiga, por eles, a adaptação ao Euro5, aí pensam em voltar.
Há rosas cor-de-laranja mas não há laranjas cor-de-rosa. No entanto há laranjas verdes e rosas verdes não há.
Sym Jet14 0km --> 17147km | Keeway SuperLight 7041km --->10500km | UM Sport S 0km-->

Outubro 01, 2020, 22:33:49, 22:33
Responder #8

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4541
A HD parece ter uma ligação umbilical ao Governo dos EUA e já se sabe que os governos dos EUA têm-se marimbado um bocado para os acordos relacionados com o ambiente.

Os EUA têm política ambiental.
Só que não tem carácter nacional pois varia muito de estado para estado.
Alguns mais permissivos. Já outros nem por isso.

Não deixa de ser curioso que o "dieselgate" tenha surgido nos EUA.
Não deixa de ser curioso que os construtores de referência nos eléctricos são dos EUA. Seja no sector automóvel como nas motos.
E não é à toa que a própria HD tem a Livewire.
Tirando o "aspirador" da BMW nenhum outro dos construtores populares oferece soluções eléctricas.

Não me parece que "os governos dos EUA" (no plural) têm-se marimbado com o ambiente.
Pois é uma das bandeiras dos democratas. Se as mudanças têm consequências com impacto na vida da população a história é outra... e isso (entre outras coisas) talvez justifique como lá chegou o Trump.

Tal com a ligação umbilical ao Governo dos EUA parece discutível..
Se realmente existisse seriam beneficiados. Mas o que se observou foi precisamente o mesmo tipo de pressão que toda a industria está a ter no sentido de travar deslocação da produção para o exterior.

Já escrevi algures, mas o problema principal da HD é estar posicionada num segmento muito específico que não desperta o mesmo interesse que teve no passado. Além de que acaba por concorrer com maior oferta não de neoclássicas que ganharam enorme carisma num passado recente. Mais do que as imitações de HD que todos faziam porque durante anos vendiam bem.
E é isso que justifica as novidades que vão introduzir no próximo ano... que incluem uma coisa estilo ADV que é efectivamente o segmento que mais tem vendido nos últimos anos.

A realidade é que a HD tem motorizações novas  (975cc e 1250cc) destinadas a motos que vão sair nos próximos tempos.
Portanto, não é de descartar que o abandono das Sportster envolva a introdução de sucessoras.

Nada de transcendente...
Nada que os japoneses não façam também.
« Última modificação: Outubro 01, 2020, 22:35:41, 22:35 por dfelix »