Autor Tópico: Motorizada Piedense - uma provável recuperação para 2019  (Lida 1430 vezes)

Dezembro 05, 2018, 18:33:11, 18:33
Lida 1430 vezes

2low

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4395
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Almada
Desde Abril de 2013 que sou proprietário de uma "Motorizada Piedense" (anos 70) que tem por base um determinado modelo da Famel, que conta com o motor Zundapp Turbina 4V e tem ainda 2 reboques, o reboque de carga e o reboque GTi (mais baixo, mais curto e para menos carga).

O aspecto do estado da motorizada é pior nas fotos do que ao vivo, pois o que parece ferrugem, na maior parte das zonas é sujidade acumulada.
O meu sogro tentou salvaguardar que ao longo do tempo os metais ficassem protegidos por camadas de óleos para não ganharem ferrugem.






Cheguei a ver em tempos um anuncio no OLX com uma que me parece ser a mesma base, mas desta vez a original FAMEL.
(a maior ou unica diferença que encontrei foi o velocímetro no farol da frente com formato diferente)




E com a moto na minha posse, deu-me vontade de a recuperar e transformar, uma tentativa de entrada no mundo das "Cafe Racers" mas para pobres (julgava eu que fosse mais barato...)
Fiz na altura uns quantos esquissos, algumas ideias (de pormenores) que entretanto já vi replicadas muito recentemente em modelos da Ducati e da Harley Davidson.
O único esquisso que cheguei a digitalizar foi este, o estudo do deposito e guiador, mas vou tentar procurar o caderninho onde fiz os "bonecos"...


Também encontrei uma forma engraçada de personalizador o resultado final, "a minha marca":


©2013, 2low

Pretendo em 2019 retomar este projecto e que consiga ter o resultado final rapidamente!


« Última modificação: Dezembro 05, 2018, 18:50:40, 18:50 por 2low »


"Coragem é saber o que não temer.", Platão
"Se uma scooter é um aspirador, quantos sacos gasta aos 100?", Alguém

Dezembro 05, 2018, 19:16:11, 19:16
Responder #1

JoãoPVCarvalho

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 1427
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Bicho Raro
  • Marca Motociclo: Moto Guzzi
  • Modelo Motociclo: V85TT
  • Localidade: Benavente
Honestamente e tendo em conta o estado de originalidade em que a mota se encontra... Se fosse minha, recuperava e mantinha-a de origem, já vi coisas dessas a valerem 3 e 4k€.
Como café racer, bem, terás sempre o prazer de a transformar mas vai perder todo o valor comercial para apenas parecer uma café racer.

Encontras no mercado de usadas vários modelos baratos, com vários anos de idade e poucos quilómetros rodados e motorizações bem mais interessantes para converter num projeto café racer com verdadeira alma de racer...

Só a minha opinião.
Um planeamento cuidado é meio caminho andado.✌
by JDilemas

Dezembro 05, 2018, 19:51:08, 19:51
Responder #2

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 17469
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Bem...nota-se que o tempo a atacou bastante nos metais.
Mesmo com os cuidados que terá havido para o evitar.

A recuperação é capaz de envolver muitas horas (e dias) e...claro, algum dinheiro. Felizmente parece estar intacta, apesar da ferrugem disseminada.

Esse símbolo (marca personalizada) está mesmo muito porreiro. Gosto.  :nice:
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Dezembro 05, 2018, 21:32:59, 21:32
Responder #3

Moto2cool

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4389
Espero que a recuperes e a possas ceder para exposições, mas recuperar motas tem um custo elevado associado, em dinheiro e em tempo
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki VStrom 650
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Dezembro 05, 2018, 22:02:25, 22:02
Responder #4

2low

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4395
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Almada
Espero que a recuperes e a possas ceder para exposições, mas recuperar motas tem um custo elevado associado, em dinheiro e em tempo

A 1ª fase vai ser fazer revisão à parte mecânica e colocar a motorizada a funcionar e colocar pneus...
A 2ª fase vai ser a parte mais demorada... pinturas e pormenores

Inicialmente cheguei a pensar em ser eu a fazer o trabalho, em que inclusive já tinha um manual de todos os passos que iria fazer, incluindo esquemas de pintura (mas na altura falava-se que pintura de spray ficava optimo...)
Quem vai fazer a recuperação e transformação da minha motorizada é o meu mecânico.

 :ok: :convivio:


"Coragem é saber o que não temer.", Platão
"Se uma scooter é um aspirador, quantos sacos gasta aos 100?", Alguém

Dezembro 06, 2018, 03:52:35, 03:52
Responder #5

JoãoPVCarvalho

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 1427
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Bicho Raro
  • Marca Motociclo: Moto Guzzi
  • Modelo Motociclo: V85TT
  • Localidade: Benavente
Sem querer ser "chato" mas tens em mãos um clássico...

Uma XF17 da década de 70, restaurada anda pelos 2.500€
Só a título de curiosidade fica este pequeno anúncio de uma mota bem mais comum do que essa:

[  https://www.olx.pt/anuncio/sachs-ciclone-IDC7dJ7.html#ecd4e1c3fd
Um planeamento cuidado é meio caminho andado.✌
by JDilemas

Dezembro 06, 2018, 09:11:11, 09:11
Responder #6

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 17469
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Sem querer ser "chato" mas tens em mãos um clássico...
(....)

É bem verdade...
A recuperação de um modelo destes envolve tempo e dinheiro, mas se o resultado for bom, é coisa de que um tipo nunca mais se desfaz... :)
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Dezembro 06, 2018, 09:45:48, 09:45
Responder #7

2low

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4395
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Almada
Sem querer ser "chato" mas tens em mãos um clássico...
(....)

É bem verdade...
A recuperação de um modelo destes envolve tempo e dinheiro, mas se o resultado for bom, é coisa de que um tipo nunca mais se desfaz... :)

Estou interessado em que fique minimamente apresentável, melhor que se fosse eu a fazer (e isto não é denegrir), funcione na perfeição sem avarias e que em alguns eventos do fórum seja tipo "moto vassoura" com as grades de cervejas no reboque…
 :lolol: :lolol: :lolol:

Quanto àquele modelo do OLX estava para mim perfeito e foi vendido por 450€ (eu perguntei ao ex-dono).
Não me parece ser um modelo que possa valer 2500€, daí que tenha decidido introduzir pequenas alterações/transformações ao meu gosto e aí sim talvez valorizar, ou talvez não…

 :ok: :convivio:


"Coragem é saber o que não temer.", Platão
"Se uma scooter é um aspirador, quantos sacos gasta aos 100?", Alguém

Dezembro 06, 2018, 10:09:59, 10:09
Responder #8

JViegas

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 3452
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Na minha opinião (que não percebo nada de motas) concordo com o João.

Tens nas tuas mãos um clássico. Na minha terra (zona de Castelo Branco) existem muitos restauros de modelos antigos, existindo a preocupação de manter tudo no mais original possível.

Será um restauro caro mas a manteres a génese da máquina poderá ser boa ideia mantê-la no mais original possível.

Pessoalmente, para mim, Café Racer tem que ter cavalos, potência e velocidade, pois é esse o espírito.

Não digo que fique mal uma "pequena" mota como Café Racer, mas o restauro (que provavelmente ficará mais caro do que a transformação) seria um hipótese a considerar.

Vai atualizando.

Dezembro 06, 2018, 11:36:55, 11:36
Responder #9

2low

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4395
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Almada
Na minha opinião (que não percebo nada de motas) concordo com o João.

Tens nas tuas mãos um clássico. Na minha terra (zona de Castelo Branco) existem muitos restauros de modelos antigos, existindo a preocupação de manter tudo no mais original possível.

Será um restauro caro mas a manteres a génese da máquina poderá ser boa ideia mantê-la no mais original possível.

Pessoalmente, para mim, Café Racer tem que ter cavalos, potência e velocidade, pois é esse o espírito.

Não digo que fique mal uma "pequena" mota como Café Racer, mas o restauro (que provavelmente ficará mais caro do que a transformação) seria um hipótese a considerar.

Vai atualizando.

Aquele anuncio da FAMEL idêntica que foi vendida por 450€ foi precisamente dessa zona, mais precisamente do Ferro…

Quanto ao espirito "café racer" posso entender que possam haver patamares de cilindrada - até 50cc - que é este o caso e tentar retirar tudo o que seja residual, que seja peso a retirar e tornar a moto mais leve e ligeiramente melhoria nas performances, as transformações só mesmo se forem soluções que fazem reduzir peso em troca com peças de igual utilização.

No mundo das Café-Racers conseguem-se ver velhinhas 350cc transformadas, tipicas 500cc transformadas, típicas 750cc transformadas, de maior cilindrada transformadas, ou mesmo as de cilindrada inferior, se bem que estas ultimas geralmente são "trabalho de carroceiro" e se tornem caricatas por tão mau trabalho…
Pretendo que a minha não se insira neste grupo das "caricatas" e que seja um exemplar digno de constar em secções secundarias de revistas da especialidade…

 :ok: :convivio:


"Coragem é saber o que não temer.", Platão
"Se uma scooter é um aspirador, quantos sacos gasta aos 100?", Alguém

Dezembro 07, 2018, 00:36:52, 00:36
Responder #10

JoãoPVCarvalho

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 1427
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Bicho Raro
  • Marca Motociclo: Moto Guzzi
  • Modelo Motociclo: V85TT
  • Localidade: Benavente
O Homem pedia 3000€ e vendeu por 450€ :wtf:

Aqui na minha zona à um grupo (cerca de 150 membros) de motorizadas nacionais que organizam passeios ao longo do Ano e têm participantes em todas as edições do LaL.
São verdadeiros aficionados das motorizadas, alguns com restauros a acenderem aos 5000€, existem por cá verdadeiras raridades e tenho visto motas com 20 anos a trocar de mãos nunca a menos de 2000€, foi quanto custou uma Casal RZ dos anos 80, por isso estranhei o valor ter caido para os 450€.

Companheiro 2Low, se a tua vontade é uma Café Racer, força nisso e desejo o maior sucesso, já vi algumas 50cc transformadas e podem ficar bem bonitas sim senhor.
Fico a aguardar fotos do processo de transformação porque Eu adoro essas coisas.

Um planeamento cuidado é meio caminho andado.✌
by JDilemas

Fevereiro 11, 2019, 15:40:28, 15:40
Responder #11

jagc

  • Motociclista: 1 estrela ❇

  • Offline
  • *

  • 2
  • Marca Motociclo: Kawasaki
  • Modelo Motociclo: GPZ500s 1993
  • Localidade: Corroios
Olá e peço desculpa de entrar assim no tópico. Apesar de ler o que vai sendo escrito neste forum, vi-me forçado a fazer um registo e apresentação apenas para participar nesta conversa e fazer o apelo para que a motorizada não seja transformada em cafe racer.

Essa motorizada saiu da oficina Velocipédica União Piedense, que existia junto da nacional 10 na Cova da Piedade junto à Beira Rio da Renult (hoje um supermercado modelo) e é das poucas que tenho conhecimento que ainda existam. Além da minha e de outra que circula em Almada a sua será a terceira sobrevivente ao tempo e a única dessa côr, que pelo que sei apenas saíram em azul ou vermelho escuro.
A base dessa mota é a de uma Famel Phantom com motor de turbina de 4v da Zundapp que era revendida a esta oficina e ao qual trocavam apenas marca de origem pela deles. O que apesar de curioso era uma prática bastante comum. Além das Motorizadas Piedense, foi dali que sairam as Piedense Cycles, que assim como as motos, eram um rebranding de bicicletas da Vilar

Daí este meu apelo a que o trabalho que seja feito na motorizada seja apenas o de um restauro bem feito ou de a deixar no actual estado mas a funcionar sem problemas que foi o que optei pela minha.



Neste caso, foi necessário enraiar novamente os cubos dado que os aros originais já estavam podres e não eram de perto seguros para circular, de resto o que aqui está foi apenas lavado e lubrificado.

Espero que tome a decisão correcta em relação ao que fazer a essa menina. Um abraço  :)
« Última modificação: Fevereiro 11, 2019, 15:41:29, 15:41 por jagc »

Julho 16, 2019, 11:14:52, 11:14
Responder #12

bal4av

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 99
  • Marca Motociclo: apeado
  • Modelo Motociclo: apeado
  • Localidade: Aveiro
Acho sinceramente que pode ser obtido o melhor dia dois mundos. Uma personalização sem alterar peças de origem pode sempre ser revertida de forma mais ou menos fácil.
Uma coisa é certa, a mota tem é de fazer feliz o dono e não o restante da população.

Que o teu projecto seja um sucesso!

Enviado do meu MI 9 através do Tapatalk


Setembro 17, 2019, 14:40:35, 14:40
Responder #13

2low

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4395
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Almada
Acho sinceramente que pode ser obtido o melhor dia dois mundos. Uma personalização sem alterar peças de origem pode sempre ser revertida de forma mais ou menos fácil.
Uma coisa é certa, a mota tem é de fazer feliz o dono e não o restante da população.

Que o teu projecto seja um sucesso!

Enviado do meu MI 9 através do Tapatalk

Estou a ponderar em não fazer alterações em tudo o que se consiga recuperar ou que haja peças em bom estado mas peças em falta inevitavelmente terão de ser consideradas como alterações...

Entretanto já sei qual é a outra "coisa" que o meu sogro lá tem para por a funcionar...
É um Trike de origem Russa - Tula Muravey - com aproximadamente 200cc, ~8cv, tem marcha-atrás e o artista (um primo afastado) que a tentou alterar para colocar um rádio deve ter queimado alguma coisa... nada que não se consiga arranjar...
A parte chata é que no documento está como: 49,8cc e modelo Tula TM3 de 1993...
Julgo ser igual a esta:


Precisamente hoje, um outro primo com aptidão para colocar a funcionar coisas que durante décadas estiveram paradas já prometeu que quando cá voltasse iria perder um dia em volta desta Tula e da "Piedense" para as colocar a funcionar!  :yeah: :yeah: :yeah:


"Coragem é saber o que não temer.", Platão
"Se uma scooter é um aspirador, quantos sacos gasta aos 100?", Alguém

Setembro 17, 2019, 14:51:01, 14:51
Responder #14

Quico

  • Visitante
Pelas fotos, para a Piedense é só limpar o carburador, gasolina e vela nova, e pega ao fim de dois kicks