Autor Tópico: recordações do final da decada de 90  (Lida 1934 vezes)

Janeiro 15, 2021, 23:01:04, 23:01
Lida 1934 vezes

tdi_van

  • Motociclista: 1 estrela ❇

  • Offline
  • *

  • 5
  • Marca Motociclo: casal e yamaha
  • Modelo Motociclo: k167 e dt 50 lcd
  • Localidade: odemira
Longe vai aquele tempo que a única preocupação era quanto havia de gasolina no deposito e onde é que a malta se ia encontrar.
do bau ainda se encontram algumas fotos, outras perdidas\estragadas e as restantes com mta nostalgia e historias para contar.
tempo da LC, do cheirinho a óleo na roupa  e de mta diversão!





atualmente a Dt não é a mesma Roxa das fotos acima, infelizmente vendi numa altura que não a estava a usar mas como bom filho a casa torna outra veio parar a garagem




Janeiro 16, 2021, 18:47:23, 18:47
Responder #1

mneves

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 3092
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Bem fixes,nunca tive nenhuma, andava já nas scooters.
Tenho uma reconstruída para testar mas anda difícil
membro numero 16

Janeiro 16, 2021, 23:08:16, 23:08
Responder #2

JViegas

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4627
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Sou só eu que não vejo as fotos?  :pensador:

Janeiro 16, 2021, 23:28:47, 23:28
Responder #3

tdi_van

  • Motociclista: 1 estrela ❇

  • Offline
  • *

  • 5
  • Marca Motociclo: casal e yamaha
  • Modelo Motociclo: k167 e dt 50 lcd
  • Localidade: odemira
Sou só eu que não vejo as fotos?  :pensador:

aqui aparecem, tanto no pc como no tlf

Janeiro 17, 2021, 00:51:37, 00:51
Responder #4

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4900
Infelizmente não tenho fotos desses tempos.
Ainda hoje andei de volta do baú. Encontrei muitos tesourinhos... mas nada onde apareçam motos.
Os únicos registos que existiam da minha falecida NSR50R  e da minha falecida Bandit foram "scans" de amigos que já perdi o contacto.
E jazem num disco rígido também falecido que ainda guardo... na esperança de um dia voltar a funcionar!

O mais próximo que tenho dessa época é da moto que mais desejava aos 17.
Estava completamente fora do meu budget. Mas um elemento do "meu grupo" nassa época... comprou-a.
Devo me ter divertido mais com ela que o próprio dono.
Mas ainda andou uns tempos. Até ao dia que se espetou. E desistiu das motos.
A pobre coitada foi parar a um palheiro destinada a apodrecer.
Mas aos 27 consegui a moto que tanto desejei aos 17.




 :)
« Última modificação: Janeiro 17, 2021, 00:53:02, 00:53 por dfelix »

Janeiro 20, 2021, 12:53:23, 12:53
Responder #5

bal4av

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 109
  • Marca Motociclo: apeado
  • Modelo Motociclo: apeado
  • Localidade: Aveiro
DT não tive, tive uma TS. Que saudades! A foto não é da que tive, é meramente exemplo.



Enviado do meu MI 9 através do Tapatalk

Fevereiro 16, 2021, 01:49:49, 01:49
Responder #6

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4900
Encontrei uma foto da minha primeira...




... já numa fase avançada.   :)

Mas antes da fase terminal que a levou a ser eutanasiada! :D




Fevereiro 16, 2021, 09:30:16, 09:30
Responder #7

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 18419
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Brincando um pouco com a coisa, o calanedário que se vê lá bem ao fundo imagino que também deverá ser dentro das boas "recordações do final da década de 90".

Deixa lá ver se este ano a coisa se repete...
(nota...eu não ligo a futebol)

Quanto à moto, isso é uma CB...uma NSR já bem modificada (e com muitas quedas)...?  :pensador:

Estou inclinado para uma NSR 50/125, mas...  :pensador:
« Última modificação: Fevereiro 16, 2021, 09:36:43, 09:36 por Sapiens21 »
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Fevereiro 16, 2021, 10:39:40, 10:39
Responder #8

António Teles

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 476
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: Sh350
  • Localidade: Loures

Puch Jet M50
Esta é uma mais velhinha de finais de 70 início de 80, já contava con um electrónico em lugar dos platinados o que lhe conferia um trabalhar mais apurado. Ainda fiz com ela algumas viagens entre Lisboa e Albufeira e Lisboa e Porto a acompanhar 125cc.
Só tive uma avaria em pouco mais de 5 anos que foi o electrónico avariado e que custava 1/4 do preço da mota, á data 5.000$ contra 22.000$ em nova e um ordenado na casa dos 5.000$, convertendo para euros 25€.
Fotografía do tempo em que a segurança e os cabelos ao vento estavam como que o azeite para a água.


Enviado do meu iPad usando o Tapatalk
A ver se paro quieto?! 🏍

Fevereiro 16, 2021, 12:47:41, 12:47
Responder #9

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4900
Quanto à moto, isso é uma CB...uma NSR já bem modificada (e com muitas quedas)...?  :pensador:

A foto foi tirada prai em 98... altura em que já tinha saltado para uma Bandit 400.
E trata-se duma NSR50R prai de 93 que veio para as minhas mão em 1995.

Sofreu bastante.
Não só pela quantidade de quilómetros que fez.
Como pelas quedas que deu!

Originalmente era assim:


(foto gamada da net)


Com a pintura da fireblade da época.  :D

Fevereiro 16, 2021, 13:06:52, 13:06
Responder #10

2low

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 5299
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Margem Sul
Quanto à moto, isso é uma CB...uma NSR já bem modificada (e com muitas quedas)...?  :pensador:

A foto foi tirada prai em 98... altura em que já tinha saltado para uma Bandit 400.
E trata-se duma NSR50R prai de 93 que veio para as minhas mão em 1995.

Sofreu bastante.
Não só pela quantidade de quilómetros que fez.
Como pelas quedas que deu!

Originalmente era assim:


(foto gamada da net)


Com a pintura da fireblade da época.  :D

No fundo tens um gosto pelas motos customizadas/transformadas de forma inesperada mas não queres admitir...
 :lolol: :D :lolol:

Sobre a Mito, desconhecia que a origem de fundição do quadro da mais recente mito (CRD) era da MVAgusta, será assim na tua CRC?
(desconhecia igualmente que as rotações iam muito acima das 14.000 marcadas)

Já esta NSR é uns furinhos abaixo da mito, não?!
Ou a transformação foi para a tornar mais leve?  :D

« Última modificação: Fevereiro 16, 2021, 13:07:58, 13:07 por 2low »
Grão a Grão, Comemos Feijão!
"Nada é para sempre, nem mesmo os problemas", Charlie Chaplin


Fevereiro 16, 2021, 13:45:20, 13:45
Responder #11

SARider

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 822
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    "Ride Free, Ride Safe!"
  • Marca Motociclo: Suzuki
  • Modelo Motociclo: V-Strom 650XT
  • Localidade: Sintra
Quanto à moto, isso é uma CB...uma NSR já bem modificada (e com muitas quedas)...?  :pensador:

A foto foi tirada prai em 98... altura em que já tinha saltado para uma Bandit 400.
E trata-se duma NSR50R prai de 93 que veio para as minhas mão em 1995.

Sofreu bastante.
Não só pela quantidade de quilómetros que fez.
Como pelas quedas que deu!

Originalmente era assim:


(foto gamada da net)


Com a pintura da fireblade da época.  :D


Também tive uma, mas das primeiras. A pintura era diferente.
 Foi com ela que aprendi a andar e a cair...
 Num mes malhava e no outro havia qualquer coisa que "agarrava".  Nada como um cheirinho a escáfia logo pela manhã...  8)

Tinha o cognome de  Nunca Será Rápida, e depois de vários upgrades, como um CDI mexido, 75cc kit, rolamentos C5, radiador mais denso e escape XPTO,  já dava para manter velocidades de AE sem stress, até que uma bela noite,  uns amigos do alheio acharam que já era tempo de eu trocar de moto e levaram-na para parte incerta... nunca mais a vi  :(.

Mas além de cicatrizes com fartura, também deixou boas recordações. Belos Temps!
  :convivio:

 
« Última modificação: Fevereiro 16, 2021, 16:42:47, 16:42 por SARider »
V-Strom650XT
Yamaha N-Max 125

Fevereiro 16, 2021, 15:04:43, 15:04
Responder #12

Luis Salgueiro

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 1790
  • Marca Motociclo: BMW
  • Modelo Motociclo: R1200 RT
Ora bem... a minha primeira mota foi uma Honda CB360 , 'tal e qual' a esta foto :



Comprei-a em finais de 78 a um 'retornado' . Estava um pouco 'maltratada' e decidi descascá-la  'até ao osso' .
O chão da garagem do mecânico estava todo ocupado com as várias peças , o quadro foi pintado ,as cablagens foram revistas e substituídas , o escape metalizado, etc, etc, . Ficou como nova !  Os ordenados dos primeiros meses do meu 1º emprego foram todos para ela .
Quando ficou pronta (lembro-me bem que foi a um sábado de manhã que ma entregaram)  e com a 'malta do bairro' que tinha motas, saímos da oficina em direcção à Serra da Arrábida !
« Última modificação: Fevereiro 16, 2021, 16:23:10, 16:23 por Luis Salgueiro »

Fevereiro 17, 2021, 11:11:57, 11:11
Responder #13

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4900
Tinha o cognome de  Nunca Será Rápida, e depois de vários upgrades, como...

Não era tão rápida ou leve quanto a TZR... mas mexia-se bem.

Era a minha forma de deslocar para todo o lado.
Por isso nunca inventei muito.
A única coisa que lhe fiz foi tirar o snorkel, colocar outra esponja e afinação.
Sofreu bastante. E foi bastante fiável.

Olhando para foto... facilmente percebo a razão de várias quedas que tive na altura.
A borracha naquela época era péssima.  :D

Fevereiro 17, 2021, 12:29:27, 12:29
Responder #14

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 18419
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Encontrei uma foto da minha primeira...


(....)

Os reflectores nos braços das jantes, era algo que veio na moto para as tuas mãos logo assim, que colocaste (o que duvido...), ou alguma 'obrigatoriedade' na altura em termos de afixação de reflectores laterais nos motociclos e ciclomotores?
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Fevereiro 17, 2021, 12:53:46, 12:53
Responder #15

TMXR

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4138
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Ducati
  • Modelo Motociclo: MTS 1260S
  • Localidade: Lisboa
Deixo o meu contributo para o tópico... embora a máquina no finals dos anos 90 já era maior de idade :D





Se alguém tiver interesse a dona está a vendê-la  :D
Yamaha Tmax 500/530 * BMW C Evo/R1200GS/1250 GS/1200 GSA/1200 RT * KTM 1290 SAS *  Trimph Tiger 800 XRT / Street Triple RS * Ducati Multistrada 950S/1200S/1260S/Enduro *  Kawazaki Z900  * MV Agusta Turismo Veloce Lusso * Honda Crf300l

Fevereiro 17, 2021, 13:02:47, 13:02
Responder #16

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4900
Os reflectores nos braços das jantes, era algo que veio na moto para as tuas mãos logo assim, que colocaste (o que duvido...), ou alguma 'obrigatoriedade' na altura em termos de afixação de reflectores laterais nos motociclos e ciclomotores?

A DGV estava cheia de profetas e visionários.  :D
E durante alguns anos, os ciclomotores foram obrigados a ter reflectores nas rodas.

Uma espécie de proto-euro-4 no que diz respeito ao reflector lateral.
Só que nas rodas. O que tinha um efeito noturno mais psicadélico.
 :D

Só que... na altura este tipo de acessórios obrigatórios eram fabricadas pela industria nacional.
Haviam poucas opções.
E quase todas elas pensadas para apertar nos raios das jantes tradicionais.

Para este tipo de jantes não havia nada... :D
Quer dizer... havia!
Mas para algumas motorizadas de fabrico nacional que tomava em consideração isto.




Acredito que em boa parte do país isto não fosse um problema.
Mas o concelho de Mafra onde morava na altura, a polícia costumava chatear.

Isto coincide também com a obrigatoriedade de duas faixas horizontais coladas na parte de trás do capacete.
Portanto, aplicar umas fitas reflectoras dessas nas jantes acabava por evitar aborrecimentos.
« Última modificação: Fevereiro 17, 2021, 13:04:40, 13:04 por dfelix »