Autor Tópico: Escolha de 1º Mota "grande"  (Lida 5842 vezes)

Março 18, 2023, 22:45:23, 22:45
Lida 5842 vezes

BackBone

  • Motociclista: 1 estrela ❇

  • Offline
  • *

  • 7
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: CB125F
  • Localidade: Anadia
Olá a todos,

Há poucos meses tirei a carta A, ao fim de tantos anos a sonhar com isso. Agora encontro-me a tentar decidir qual a melhor mota para mim. Gostaria de ter opinião de quem tem muitos quilómetros feitos e mais experiência que eu, de forma a tomar uma decisão mais acertada e não me arrepender 6 meses depois da compra  :pensador:
A minha experiênca como motard é limita a 20000km em 125cc então julgo que, para minha própria segurança, devia dar um salto para algo médio tipo 600cc ou 700cc. Motas de 1000cc+ julgo serem demasiado grandes e pesadas para a minha experiência.

Tendo em conta que pretendo uma mota económica, não muito cara mas com corpo suficiente para dar umas voltas com a esposa, estava a pensar numa V-strom 650. Entretanto familiares disseram-me que me iria arrepender, que vou achar a mota "fraca" e que devia ir directo para uma GS850, essa sim seria uma mota para longo prazo.

Que acham dessas duas motas para um iniciante? E ainda outra dúvida, comprar novo ou usado?

Obrigado pela atenção e pelas opiniões que me derem! :scooter:

Março 19, 2023, 00:32:45, 00:32
Responder #1

JoãoPVCarvalho

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 1942
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Bicho Raro
  • Marca Motociclo: Moto Guzzi
  • Modelo Motociclo: V85TT
  • Localidade: Benavente
Bem companheiro.

Em primeiro lugar parabéns.
Relativamente às alternativas que apontas posso dizer que são motas bem distintas e que não deves optar por nenhuma sem experimentar primeiro.
Em segundo lugar isso do corpo é muito relativo, a Suzuki não te deixaria mal em circunstância alguma e o mesmo se passa com a GS, já o preço e o custo de manutenção são bem diferentes sem que na verdade se justifique.
Quanto a uma 1000 ser demasiado grande, também é relativo, de qualquer forma é onde vais acabar mais cedo ou mais tarde... Eu que o diga que fiz 125, 250, 350, 500, 650, 850 e... qq dia vem uma mil e carqueijas, só não sei ainda qual será!

A suzuki é uma mota racional. Sem ser excelente em nada, é uma mota que faz tudo bem e sem esforço. o consumo é comedido, a mota é confortável para o pendura e a mecânica é tão ou mais fiável que a BMW.

Não há como experimentar uns quilómetros em cima delas, de preferência com a pendura. Primeiro para sentir o peso, a facilidade de manobra em trânsito, altura ao solo e muito, mesmo muito importante, é saber opinião da pendura.
Acredita que se sonhas com aqueles passeios de mota e até mesmo aquela viagem épica, é bom que a pendura se sinta segura e confortável. Caso contrário viajas sozinho ou não viajas de todo!!! :nempenses:
Um planeamento cuidado é meio caminho andado.✌
by JDilemas

Março 19, 2023, 02:24:31, 02:24
Responder #2

Santos

  • Motociclista: 1 estrela ❇

  • Offline
  • *

  • 37
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: NC750X
  • Localidade: Vila cha
Boas companheiro
Eu comecei com uma 400 de seguida passei para uma 600,depois uma 750 e pouco tempo depois foi uma 1200,como a idade foi passando actualmente tenho uma 750.
Segue o teu instinto e faz alguns testes raid onde te sentires confortável e essa que deves comprar.
Abraços

Março 19, 2023, 08:54:23, 08:54
Responder #3

BackBone

  • Motociclista: 1 estrela ❇

  • Offline
  • *

  • 7
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: CB125F
  • Localidade: Anadia
Bem companheiro.

Em primeiro lugar parabéns.
Relativamente às alternativas que apontas posso dizer que são motas bem distintas e que não deves optar por nenhuma sem experimentar primeiro.
Em segundo lugar isso do corpo é muito relativo, a Suzuki não te deixaria mal em circunstância alguma e o mesmo se passa com a GS, já o preço e o custo de manutenção são bem diferentes sem que na verdade se justifique.
Quanto a uma 1000 ser demasiado grande, também é relativo, de qualquer forma é onde vais acabar mais cedo ou mais tarde... Eu que o diga que fiz 125, 250, 350, 500, 650, 850 e... qq dia vem uma mil e carqueijas, só não sei ainda qual será!

A suzuki é uma mota racional. Sem ser excelente em nada, é uma mota que faz tudo bem e sem esforço. o consumo é comedido, a mota é confortável para o pendura e a mecânica é tão ou mais fiável que a BMW.

Não há como experimentar uns quilómetros em cima delas, de preferência com a pendura. Primeiro para sentir o peso, a facilidade de manobra em trânsito, altura ao solo e muito, mesmo muito importante, é saber opinião da pendura.
Acredita que se sonhas com aqueles passeios de mota e até mesmo aquela viagem épica, é bom que a pendura se sinta segura e confortável. Caso contrário viajas sozinho ou não viajas de todo!!! :nempenses:

A GS850, além de um preço de compra bastante superior, teria manutenções mais elevadas não é? A V-Strom 650 será talvez uma escolha mais racional para quem está a entrar no mundo das motas, um investimento menor que cumpre à mesma as necessidades. Mas estou a perceber que realmente, por muitas dicas ou opiniões que me possam dar, um teste ride é essencial.

Boas companheiro
Eu comecei com uma 400 de seguida passei para uma 600,depois uma 750 e pouco tempo depois foi uma 1200,como a idade foi passando actualmente tenho uma 750.
Segue o teu instinto e faz alguns testes raid onde te sentires confortável e essa que deves comprar.
Abraços

Já não é o primeiro caso que vejo de pessoas a reduzir de 1200 para 700 ou 800. Porque será que isso acontece?

Março 19, 2023, 09:23:18, 09:23
Responder #4

Gentleman rider

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 341
  • Localidade: Lisboa
Já não é o primeiro caso que vejo de pessoas a reduzir de 1200 para 700 ou 800. Porque será que isso acontece?

Porque as motos de média cilindrada (se é que uma 800cc é média cilindrada) fazem tudo o que as grandes fazem e são mais divertidas e económicas.

Se falarmos de motos de aventura então as médias cilindradas fazem "mais" do que as grandes.

Uma Tuareg 660 ou KTM adventure 890, nas mãos de um motociclista médio, vai a lugares onde uma 1290SA ou 1250GS não chega.
« Última modificação: Março 19, 2023, 09:25:51, 09:25 por Gentleman rider »

Março 19, 2023, 09:30:28, 09:30
Responder #5

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
Eu o que posso dizer é que também tive o mesmo dilema. Tirei a carta A no ano passado após 15000 KMS de scooter. Resolvi começar por uma 550 para ver o que ia dar em termos de conforto, maneabilidade em cidade e rolamento em estrada aberta. Julgo que o essencial é que te sintas confortável e seguro em cima da moto. O peso é muito importante e a distância dos pés ao solo. Isso para mim é o básico. O resto vai das necessidades efetivas de cada um.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 19, 2023, 14:42:42, 14:42
Responder #6

TMXR

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4152
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Ducati
  • Modelo Motociclo: MTS 1260S
  • Localidade: Lisboa


Tenho sempre dificuldade em entender os tópicos a pedir ajuda para escolher uma moto porque eu arranjava em 2 minutos uma lista de motos para comprar. O problema é sempre outro  :cost: pelo que o tópico seria mais do tipo "que banco vou assaltar"


Não querendo dar conselhos a ninguém, acho que devemos pisar os degraus todos.  Sair de uma 125 para uma 500 é top e nos primeiros tempos com certeza que apreciaras a nova moto.

Posteriormente, se sentires a necessidade ou tiveres disponibilidade para tal, uma 800 ou 900 tambem serao um upgrade apreciado.

Por fim, nada bate os modelos de 1200, sejam de que marca forem. Obviamente podem não ser os mais indicados para ir "ao fim do mundo" ou serem metidos em trilha s de grau de dificuldade medio para elevado. Ai uma "cabra do monte" faz milagres e não exigem tanta "arte" ao condutor.



Pondera, testa e faz uma escolha  :nice:

Yamaha Tmax 500/530 * BMW C Evo/R1200GS/1250 GS/1200 GSA/1200 RT * KTM 1290 SAS *  Trimph Tiger 800 XRT / Street Triple RS * Ducati Multistrada 950S/1200S/1260S/Enduro *  Kawazaki Z900  * MV Agusta Turismo Veloce Lusso * Honda Crf300l

Março 19, 2023, 21:19:33, 21:19
Responder #7

BackBone

  • Motociclista: 1 estrela ❇

  • Offline
  • *

  • 7
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: CB125F
  • Localidade: Anadia
Obrigado por todos os pontos de vista  :blush:



Tenho sempre dificuldade em entender os tópicos a pedir ajuda para escolher uma moto porque eu arranjava em 2 minutos uma lista de motos para comprar. O problema é sempre outro  :cost: pelo que o tópico seria mais do tipo "que banco vou assaltar"


Não querendo dar conselhos a ninguém, acho que devemos pisar os degraus todos.  Sair de uma 125 para uma 500 é top e nos primeiros tempos com certeza que apreciaras a nova moto.

Posteriormente, se sentires a necessidade ou tiveres disponibilidade para tal, uma 800 ou 900 tambem serao um upgrade apreciado.

Por fim, nada bate os modelos de 1200, sejam de que marca forem. Obviamente podem não ser os mais indicados para ir "ao fim do mundo" ou serem metidos em trilha s de grau de dificuldade medio para elevado. Ai uma "cabra do monte" faz milagres e não exigem tanta "arte" ao condutor.



Pondera, testa e faz uma escolha  :nice:

Compreendo o teu ponto de vista, realmente a escolha é tão grande em termos de motas que fica difícil aconselhar alguém. Mas eu posso resumir sucintamente a minha questão:

Será a V-Strom 650 suficiente para viagens esporádicas a dois? Ou será preciso algo acima, tipo uma GS850?

Pelo que percebi até agora realmente terei que fazer um test ride para ter a certeza que faço uma boa escolha!

Março 19, 2023, 21:35:24, 21:35
Responder #8

ThatsMe

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 1391
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Kawasaki
  • Modelo Motociclo: Versys 1000 SE GT
  • Localidade: Porto
Obrigado por todos os pontos de vista  :blush:



Tenho sempre dificuldade em entender os tópicos a pedir ajuda para escolher uma moto porque eu arranjava em 2 minutos uma lista de motos para comprar. O problema é sempre outro  :cost: pelo que o tópico seria mais do tipo "que banco vou assaltar"


Não querendo dar conselhos a ninguém, acho que devemos pisar os degraus todos.  Sair de uma 125 para uma 500 é top e nos primeiros tempos com certeza que apreciaras a nova moto.

Posteriormente, se sentires a necessidade ou tiveres disponibilidade para tal, uma 800 ou 900 tambem serao um upgrade apreciado.

Por fim, nada bate os modelos de 1200, sejam de que marca forem. Obviamente podem não ser os mais indicados para ir "ao fim do mundo" ou serem metidos em trilha s de grau de dificuldade medio para elevado. Ai uma "cabra do monte" faz milagres e não exigem tanta "arte" ao condutor.



Pondera, testa e faz uma escolha  :nice:

Compreendo o teu ponto de vista, realmente a escolha é tão grande em termos de motas que fica difícil aconselhar alguém. Mas eu posso resumir sucintamente a minha questão:

Será a V-Strom 650 suficiente para viagens esporádicas a dois? Ou será preciso algo acima, tipo uma GS850?

Pelo que percebi até agora realmente terei que fazer um test ride para ter a certeza que faço uma boa escolha!

É mais do que suficiente, e quem te disser o contrário percebe tanto de motas como eu de máquinas de costura!

Eu tive uma TRK que tem menos uns 20cv que a V-Strom e fiz muitos milhares de km a dois em que boa parte deles foram entre Porto e Baião, sempre por zona de serra passando pelo Marão e afins.

Não houve uma única vez que eu ficasse preso atrás de algum carro por me faltar motor para ultrapassar, mesmo a subir bem...
E olha que eu não sou leve, peso 110kg sem equipamento e a patroa uns 65kg também sem equipamento, portanto falamos de mais de 180kg só entre condutor e pendura. Fora malas.

Experimenta antes de comprar, mas tens a minha garantia de que a Strom chega para tudo o que lhe possas querer dar que fazer.

Março 19, 2023, 21:38:49, 21:38
Responder #9

Santos

  • Motociclista: 1 estrela ❇

  • Offline
  • *

  • 37
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: NC750X
  • Localidade: Vila cha
Já não é o primeiro caso que vejo de pessoas a reduzir de 1200 para 700 ou 800. Porque será que isso acontece?
É simples e fácil de compreender "nao somos jovens toda a vida"

Porque as motos de média cilindrada (se é que uma 800cc é média cilindrada) fazem tudo o que as grandes fazem e são mais divertidas e económicas.

Se falarmos de motos de aventura então as médias cilindradas fazem "mais" do que as grandes.

Uma Tuareg 660 ou KTM adventure 890, nas mãos de um motociclista médio, vai a lugares onde uma 1290SA ou 1250GS não chega.

Março 19, 2023, 21:39:50, 21:39
Responder #10

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
Obrigado por todos os pontos de vista  :blush:



Tenho sempre dificuldade em entender os tópicos a pedir ajuda para escolher uma moto porque eu arranjava em 2 minutos uma lista de motos para comprar. O problema é sempre outro  :cost: pelo que o tópico seria mais do tipo "que banco vou assaltar"


Não querendo dar conselhos a ninguém, acho que devemos pisar os degraus todos.  Sair de uma 125 para uma 500 é top e nos primeiros tempos com certeza que apreciaras a nova moto.

Posteriormente, se sentires a necessidade ou tiveres disponibilidade para tal, uma 800 ou 900 tambem serao um upgrade apreciado.

Por fim, nada bate os modelos de 1200, sejam de que marca forem. Obviamente podem não ser os mais indicados para ir "ao fim do mundo" ou serem metidos em trilha s de grau de dificuldade medio para elevado. Ai uma "cabra do monte" faz milagres e não exigem tanta "arte" ao condutor.



Pondera, testa e faz uma escolha  :nice:

Compreendo o teu ponto de vista, realmente a escolha é tão grande em termos de motas que fica difícil aconselhar alguém. Mas eu posso resumir sucintamente a minha questão:

Será a V-Strom 650 suficiente para viagens esporádicas a dois? Ou será preciso algo acima, tipo uma GS850?

Pelo que percebi até agora realmente terei que fazer um test ride para ter a certeza que faço uma boa escolha!

É mais do que suficiente, e quem te disser o contrário percebe tanto de motas como eu de máquinas de costura!

Eu tive uma TRK que tem menos uns 20cv que a V-Strom e fiz muitos milhares de km a dois em que boa parte deles foram entre Porto e Baião, sempre por zona de serra passando pelo Marão e afins.

Não houve uma única vez que eu ficasse preso atrás de algum carro por me faltar motor para ultrapassar, mesmo a subir bem...
E olha que eu não sou leve, peso 110kg sem equipamento e a patroa uns 65kg também sem equipamento, portanto falamos de mais de 180kg só entre condutor e pendura. Fora malas.

Experimenta antes de comprar, mas tens a minha garantia de que a Strom chega para tudo o que lhe possas querer dar que fazer.
Concordo em absoluto. Questionei o vendedor aquando da compra da QJ Motor SRT 550 sobre o motor e a capacidade de fazer viagens longas. A resposta dele remeteu para a TRK dizendo que era mais que suficiente. Acrescentou que podia colocar até 300 Kg em cima que não ia haver qualquer problema. Nós 300 obviamente estavam incluídos os ocupantes.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 19, 2023, 22:24:02, 22:24
Responder #11

TMXR

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4152
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Ducati
  • Modelo Motociclo: MTS 1260S
  • Localidade: Lisboa
Obrigado por todos os pontos de vista  :blush:



Tenho sempre dificuldade em entender os tópicos a pedir ajuda para escolher uma moto porque eu arranjava em 2 minutos uma lista de motos para comprar. O problema é sempre outro  :cost: pelo que o tópico seria mais do tipo "que banco vou assaltar"


Não querendo dar conselhos a ninguém, acho que devemos pisar os degraus todos.  Sair de uma 125 para uma 500 é top e nos primeiros tempos com certeza que apreciaras a nova moto.

Posteriormente, se sentires a necessidade ou tiveres disponibilidade para tal, uma 800 ou 900 tambem serao um upgrade apreciado.

Por fim, nada bate os modelos de 1200, sejam de que marca forem. Obviamente podem não ser os mais indicados para ir "ao fim do mundo" ou serem metidos em trilha s de grau de dificuldade medio para elevado. Ai uma "cabra do monte" faz milagres e não exigem tanta "arte" ao condutor.



Pondera, testa e faz uma escolha  :nice:

Compreendo o teu ponto de vista, realmente a escolha é tão grande em termos de motas que fica difícil aconselhar alguém. Mas eu posso resumir sucintamente a minha questão:

Será a V-Strom 650 suficiente para viagens esporádicas a dois? Ou será preciso algo acima, tipo uma GS850?

Pelo que percebi até agora realmente terei que fazer um test ride para ter a certeza que faço uma boa escolha!


Claro que chega!

A VStrom é uma excelente moto, muito facil de conduzir sobretudo para quem sai de scooter.

Tivemos aqui um companheiro que fez precisamente essa escolha de uma scooter 400 para uma VStrom 650. E fizemos varias viagens juntos, uma delas para os Pirineus  :nice: :convivio:

Se estivesse comprador de uma moto nesse segmento, a minha escolha seria a Voge Valico 525. A moto esta muito bonita e vem muito bem equipada e a um preco muito apetecível  :nice: Ou entao a Montana XR5 que tem o mesmo representante que a QJ Motor  :nice:


A VStrom ou a Versys sao também excelente propostas para quem optar por Japonês  :nice:
Yamaha Tmax 500/530 * BMW C Evo/R1200GS/1250 GS/1200 GSA/1200 RT * KTM 1290 SAS *  Trimph Tiger 800 XRT / Street Triple RS * Ducati Multistrada 950S/1200S/1260S/Enduro *  Kawazaki Z900  * MV Agusta Turismo Veloce Lusso * Honda Crf300l

Março 20, 2023, 09:32:41, 09:32
Responder #12

JViegas

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4656
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Olá

Entre a duas que estás a pensar: a Suzuki sempre.

650cc dão perfeitamente para viagens a dois a todo o lado com estrada pela frente.
Se queres viajar acima dos 160 ou mais aí tens de optar por motas "maiores" para baixar consumos de uma viagem (se os consumos forem uma preocupação para ti).

Com as 650, pagas menos de IUC, eventualmente menos consumo de combustível (depende do teu punho).

Mas independentemente do que te digam... experimenta as duas... com a pendura... vê o conforto de ambos nas motas, sente a mota a andar "a dois", qual a melhor proteção aerodinâmica, como são as top cases (se vais viajar, transportar "tralha" é essencial), optas por uma topcase ou o trio?, etc. etc. etc.

E considerar outras opções? Para viajar nesse "estilo" de mota estou a pensar numa mão cheia de outras marcas que poderão desequilibrar a tua balança.

Se calhar ficarás surpreendido.

... mas experimenta... deixa-te surpreender e apaixonar por aquilo que mais gostas de entre as duas...



Março 20, 2023, 18:53:13, 18:53
Responder #13

lferreira

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 209
  • Marca Motociclo: Ducati
  • Modelo Motociclo: MS 950S
  • Localidade: Lisboa
De tudo o que foi dito e bem, só dou mais uma achega...
Atenção à altura da GS850!! Não sei qual é a estatura do companheiro BackBone, mas estas duas escolhas tem alturas bem distintas e para quem não tem muita prática, do que tenho ouvido dizer, a GS850 é alta, parece-me que bem mais alta que uma GS1200/1250, mas nada como um teste para dissipar o "à vontade" que se tem numa e noutra!
Já agora mais marca Chinesa ali no patamar dos 800cc, CFMoto.

Março 21, 2023, 01:34:22, 01:34
Responder #14

MotardFeio

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 903
  • Marca Motociclo: CBR
  • Modelo Motociclo: XX
  • Localidade: Margem Sul
A V-Strom chega na boa, e será sempre mais fácil para um iniciado que uma 1300cc.

Um dia talvez sintas que o motor é curto, ou a suspensão podia ser melhor, etc e tal.

Nessa altura já saberás melhor e com muito mais certeza o que realmente queres e precisas numa moto.

Para começar, passei de uma 50 para uma Hornet 600cc. Excelente escola, pau-pa-toda-a-obra,depois eventualmente ficou curta para viajar, e então quando pude, troquei, e por aí adiante.

Acima de tudo vai testar os modelos. A 850 também é extremamente fácil de conduzir.

Abc!
Sombra, Saúde e "não vamos ferir susceptibilidadezinhas"...
Que deus não pode dar tudo!!!

A tua liberdade acaba onde começa a minha

Março 21, 2023, 12:38:55, 12:38
Responder #15

ZarbFR

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 101
  • Marca Motociclo: apeado
  • Modelo Motociclo: apeado
  • Localidade: Lisboa
Vieste aqui pedir conselhos e conselhos te darei:

a) independentemente de queres ir para uma mota de cilindrada superior daqui a uns anos, por agora fica por uma 650 ou semelhante.

b) se quiseres subir de cilindrada (provavelmente não vais necessitar) compra algo que dure anos, isto é, que tenha boa mecânica (japonesas) ou que perca pouco valor com o tempo (KTM e BMW, por enquanto).

c) qualquer 650 japonesa no mercado dá para o que queres e sobra. tem a vantagem especial dos custos de manutenção, reparação e IUC serem mais baixos do que se subires de cilindrada ou fores para marcas mais caras (alemã e austríaca);

d) foge das chinesas (CFMoto, Keeway, etc, etc), isto é, sai da frente delas e não penses nunca em meter-te em cima de uma (se não perderes a vida, perdes dinheiro a rodos, seja nas reparações necessárias, seja no mercado de usados).

e) se estás a pensar em estilo trail, a V-storm e a Versys são as melhores opções.

f) se preferias algo melhor, em termos de estética desportiva e andares maioritariamente sozinho, vê a NINJA 650. Foi a que adquiri faz agora quase um ano (está quase com 14.000 km, algumas tirada diárias de 500 e muitos km) e não estou minimamente arrependido. Embora, esteja a pensar subir para a Aprillia 650 porque a NINJA dificilmente passa os 200 km/h em AE (cada qual tem a sua utilização). Tirando esse facto (relevante para mim) nada tenho a apontar à NINJA. E têm em atenção que parece que tem uma posição de condução desportiva mas na verdade é, talvez, a última verdadeira sport tourer que existe no mercado (é só subires para cima de uma Honda CBR 650 e depois para cima da Ninja 650 e percebes logo a diferença entre uma sport tourer e uma desportiva). Agora só é solução se não tiveres mais de 1,80 m... acima disso ficas com as pernas e braços muito encolhidos.

Março 21, 2023, 12:49:16, 12:49
Responder #16

ThatsMe

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 1391
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Kawasaki
  • Modelo Motociclo: Versys 1000 SE GT
  • Localidade: Porto
d) foge das chinesas (CFMoto, Keeway, etc, etc), isto é, sai da frente delas e não penses nunca em meter-te em cima de uma (se não perderes a vida, perdes dinheiro a rodos, seja nas reparações necessárias, seja no mercado de usados).

Dos "conselhos" mais bacocos e antiquados que já vi.

Março 21, 2023, 13:26:26, 13:26
Responder #17

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
Percebo que seja a tua opinião e respeito. Mas referir a questão das notas chinesas.....acho que tens que te atualizar e acima de tudo experimentar e perceber o que estás a fazer e não o que já vais com ideias pré feitas. . Boas curvas.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 21, 2023, 13:31:30, 13:31
Responder #18

ThatsMe

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 1391
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Kawasaki
  • Modelo Motociclo: Versys 1000 SE GT
  • Localidade: Porto
Percebo que seja a tua opinião e respeito. Mas referir a questão das notas chinesas.....acho que tens que te atualizar e acima de tudo experimentar e perceber o que estás a fazer e não o que já vais com ideias pré feitas. . Boas curvas.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk



Por causa desta mentalidade é que se vêem tantas "Honda é Honda" nas estradas, há tanta desinformação que as pessoas têm receio de comprar praticamente tudo o que não seja Honda ou Yamaha.

Março 21, 2023, 13:34:26, 13:34
Responder #19

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
Pois. Se for uma moto BMW com motor Loncin, já ninguém se lembra disso e é o melhor do mundo. Se for uma Voge, marca da Loncin, já é chinês. É o que temos.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 21, 2023, 13:38:31, 13:38
Responder #20

ThatsMe

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 1391
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Kawasaki
  • Modelo Motociclo: Versys 1000 SE GT
  • Localidade: Porto
Pois. Se for uma moto BMW com motor Loncin, já ninguém se lembra disso e é o melhor do mundo. Se for uma Voge, marca da Loncin, já é chinês. É o que temos.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk



Antes de ter comprado a Superlight tive inúmeras pessoas a dizer-me para ir para a Honda CB125F porque a Keeway me ia deixar ficar mal.
Antes de comprar a TRK tive também inúmeras pessoas a dizer que fazia muito melhor em comprar a CB500X que era muito mais mota e que a Benelli se desligava em andamento e a suspensão rebentava e que a roda bloqueava e não sei que mais.

O problema é que eu tive a sorte de decidir pensar por mim e fazer o que achei melhor para mim e mais racional.
Mas acredito que a maioria se deixasse levar e seriam mais duas Honda na estrada.


E também se vê muito o fenómeno da malta que diz que Honda é Honda mas cuja mota que têm na garagem é uma Hornet com 20 anos e 5000km.
E são estes que muitas vezes (des)aconselham as pessoas que querem comprar uma mota racional para efetivamente usar!
« Última modificação: Março 21, 2023, 13:40:31, 13:40 por ThatsMe »

Março 21, 2023, 13:42:33, 13:42
Responder #21

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
Subscrevo na íntegra. Comprei uma QJ Motor 550 SRT. Os conselhos foram mais.ou menos os mesmos.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 21, 2023, 13:46:02, 13:46
Responder #22

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
Quanto às Benelli o pessoal pelos vistos é maluco! É das que mais se vende....talvez porque estejam todos a precisar de tratamento....Há que comprar com emoção mas acima de tudo com razão. E nesse campo as chinesas começam a fazer o seu caminho.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 21, 2023, 13:57:52, 13:57
Responder #23

ThatsMe

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 1391
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Kawasaki
  • Modelo Motociclo: Versys 1000 SE GT
  • Localidade: Porto
Quanto às Benelli o pessoal pelos vistos é maluco! É das que mais se vende....talvez porque estejam todos a precisar de tratamento....Há que comprar com emoção mas acima de tudo com razão. E nesse campo as chinesas começam a fazer o seu caminho.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


A questão das Benelli é que efetivamente os primeiros modelos da TRK em 2017 tiveram bastantes problemas.

A suspensão efetivamente arreava, a mota desligava-se do nada em andamento, os discos bloqueavam de alguma maneira a roda, etc.
No entanto, creio que em Março de 2018, todos esses problemas foram corrigidos e como forma da marca tentar recuperar a confiança dos clientes a garantia de todos os modelos novos passou de 2 para 3 anos.

O problema é que ainda hoje, passados 5 anos de todos os problemas serem resolvidos, se continua a ouvir que as TRK isto e as TRK aquilo.

Março 21, 2023, 14:05:42, 14:05
Responder #24

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
Sim Eu sei disso. Mas julgo que isso está resolvido e a verdade é que se vende.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 21, 2023, 14:07:58, 14:07
Responder #25

TMXR

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4152
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Ducati
  • Modelo Motociclo: MTS 1260S
  • Localidade: Lisboa
Há 10 atrás concordaria com o comentário. Neste momento as coisas evoluirám e existe oferta chinesa com qualidade premium e com muita inovação tanto estética quanto técnica.

Cfmoto, Voge, Zontes e ate Benelli são claros exemplos

Os preços também já são o que eram, longe vão os anos em que uma Forza 125 custa 5 e uma Sym apenas 2,5. Mas não se pode ter o bolo e comê-lo
Yamaha Tmax 500/530 * BMW C Evo/R1200GS/1250 GS/1200 GSA/1200 RT * KTM 1290 SAS *  Trimph Tiger 800 XRT / Street Triple RS * Ducati Multistrada 950S/1200S/1260S/Enduro *  Kawazaki Z900  * MV Agusta Turismo Veloce Lusso * Honda Crf300l

Março 21, 2023, 14:42:38, 14:42
Responder #26

JustGil

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 468
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: CB300R
  • Localidade: Vila Nova de Gaia, Porto
Eu mesmo admito.
Os modelos Zontes 310 e 350 aparentam ter acabamentos iguais ou superiores à minha CB300R, para não falar da tecnologia que aquilo tem, como comandos iluminados e até os 4 piscas, um item simples, que a minha CB300R não tem e que já senti a falta deles em 2 ocasiões.

Março 21, 2023, 17:18:26, 17:18
Responder #27

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
Eu tenho uma maxiscooter Daelim, que é coreana, mas a maior parte das pessoas acham que é chinesa. E quando decidi comprar choviam críticas por todo o lado e que vaticinavam o meu arrependimento.. Até agora nada tenho a dizer. Qualidade, Equipamento, economia e assistência. Portanto muitos falam do que não sabem. E um mínimo de pesquisa sobre test drives feito.por gente que percebe do assunto e insuspeita só servirá para perceber que são bons produtos a preços, aínda, mais favoráveis. Foi nesse espírito que comprei a QJ.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 21, 2023, 17:19:29, 17:19
Responder #28

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
Quanto às Benelli o pessoal pelos vistos é maluco! É das que mais se vende....talvez porque estejam todos a precisar de tratamento....Há que comprar com emoção mas acima de tudo com razão. E nesse campo as chinesas começam a fazer o seu caminho.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


A questão das Benelli é que efetivamente os primeiros modelos da TRK em 2017 tiveram bastantes problemas.

A suspensão efetivamente arreava, a mota desligava-se do nada em andamento, os discos bloqueavam de alguma maneira a roda, etc.
No entanto, creio que em Março de 2018, todos esses problemas foram corrigidos e como forma da marca tentar recuperar a confiança dos clientes a garantia de todos os modelos novos passou de 2 para 3 anos.

O problema é que ainda hoje, passados 5 anos de todos os problemas serem resolvidos, se continua a ouvir que as TRK isto e as TRK aquilo.
Existem vídeos do MPA Neves no YouTube que fazem a análise do antes e do depois.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 21, 2023, 18:45:19, 18:45
Responder #29

TMXR

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4152
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Ducati
  • Modelo Motociclo: MTS 1260S
  • Localidade: Lisboa
E quando decidi comprar choviam críticas por todo o lado e que vaticinavam o meu arrependimento.. Até agora nada tenho a dizer. Qualidade, Equipamento, economia e assistência. Portanto muitos falam do que não sabem.


Não leves a mal a pergunta, mas fiquei curioso: qualidade de que?
Yamaha Tmax 500/530 * BMW C Evo/R1200GS/1250 GS/1200 GSA/1200 RT * KTM 1290 SAS *  Trimph Tiger 800 XRT / Street Triple RS * Ducati Multistrada 950S/1200S/1260S/Enduro *  Kawazaki Z900  * MV Agusta Turismo Veloce Lusso * Honda Crf300l

Março 21, 2023, 20:15:41, 20:15
Responder #30

Gentleman rider

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 341
  • Localidade: Lisboa
Há 10 atrás concordaria com o comentário. Neste momento as coisas evoluirám e existe oferta chinesa com qualidade premium e com muita inovação tanto estética quanto técnica.

Cfmoto, Voge, Zontes e ate Benelli são claros exemplos

Os preços também já são o que eram, longe vão os anos em que uma Forza 125 custa 5 e uma Sym apenas 2,5. Mas não se pode ter o bolo e comê-lo

Sinceramente não percebo o fascínio das pessoas pelas motos chinesas. São baratas? São, mas também são medíocres.

Se a moto for para suprir uma necessidade de transporte então qualquer coisa serve. Agora se a moto é comprada para tirar prazer aos fins de semana, ou em viagens, ou em pista quem quer uma moto medíocre? Eu certamente não quero.

E os chineses não serão capazes de fazer boas motos? Certamente que sim, mas quando o fizerem vão pedir preços equivalentes ao que pedem hoje os fabricantes europeus e japoneses. O mercado é altamente competitivo, a produção é globalizada.

Se estão à espera que um dia os chineses produzam uma moto tão boa quanto a actual Hornet 750 por menos do que os €7.800 que a Honda podem tirar o cavalinho da chuva.

Um construtor chinês vai fazer uma moto melhor do que a S1000RR? Acredito perfeitamente que possa acontecer mas certamente vai custar acima dos €22.000.

Já vi alguns projectos promissores de fabricantes chineses, um motor 3 cilindros de 800cc, outra marca que está a desenvolver um V4.

Mas o que é vendido actualmente não prende a minha atenção nem durante 1s.

Não há nenhuma moto chinesa actualmente à venda cujo o motor não seja medíocre, a ciclística insatisfatória e a estética sofrível. Nâo entendo quem adquire uma Benelli ou Zontes (ou outra) nova quando pelo mesmo preço pode comprar uma moto europeia ou japonesa semi-nova.

Se um dia uma marca chinesa lançar uma moto capaz de rivalizar tecnica e esteticamente com a equivalente japonesa ou europeia então vou perder alguns minutos do meu tempo para analisar e considerar.

« Última modificação: Março 21, 2023, 20:19:03, 20:19 por Gentleman rider »

Março 21, 2023, 20:16:25, 20:16
Responder #31

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
Não levo. Qualidade de acabamentos, soldaduras, qualidade dos plásticos, dos bancos e uma coisa importante, os pneus montados de origem .E isto sempre tendo em atenção o preço que estão a pedir.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 21, 2023, 20:18:19, 20:18
Responder #32

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
Há 10 atrás concordaria com o comentário. Neste momento as coisas evoluirám e existe oferta chinesa com qualidade premium e com muita inovação tanto estética quanto técnica.

Cfmoto, Voge, Zontes e ate Benelli são claros exemplos

Os preços também já são o que eram, longe vão os anos em que uma Forza 125 custa 5 e uma Sym apenas 2,5. Mas não se pode ter o bolo e comê-lo

Sinceramente não percebo o fascínio das pessoas pelas motos chinesas. São baratas? São, mas também são medíocres.

Se a moto for para suprir uma necessidade de transporte então qualquer coisa serve. Agora se a moto é comprada para tirar prazer aos fins de semana, ou em viagens, ou em pista quem quer uma moto medíocre? Eu certamente não quero.

E os chineses não serão capazes de fazer boas motos? Certamente que sim, mas quando o fizerem vão pedir preços equivalentes ao que pedem hoje os fabricantes europeus e japoneses. O mercado é altamente competitivo, a produção é globalizada.

Se estão à espera que um dia os chineses produzam uma moto tão boa quanto a actual Hornet 750 por menos do que os €7.800 que a Honda pede tirem o cavalinho da chuva.

Um construtor chinês vai fazer uma moto melhor do que a S1000RR? Acredito perfeitamente mas vai custar acima dos €22.000.

Já vi alguns projectos promissores de fabricantes chineses, um motor 3 cilindros de 800cc, outra marca que está a desenvolver um V4.

Mas o que é vendido actualmente não prende a minha atenção nem durante 1s.

Não há nenhuma moto chinesa actualmente à venda cujo o motor não seja medíocre, a ciclística insatisfatória e a estética sofrível. Nâo entendo quem adquire uma Benelli ou Zontes (ou outra) nova quando pelo mesmo preço pode comprar uma moto europeia ou japonesa semi-nova.

Se um dia uma marca chinesa lançar uma moto capaz de rivalizar tecnica e esteticamente com a equivalente japonesa ou europeia então vou perder alguns minutos do meu tempo para analisar e considerar.
Respeito a tua opinião. Que mal pergunte....já experimentaste alguma durante um tempo razoável?

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 21, 2023, 20:22:24, 20:22
Responder #33

ThatsMe

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 1391
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Kawasaki
  • Modelo Motociclo: Versys 1000 SE GT
  • Localidade: Porto

Há 10 atrás concordaria com o comentário. Neste momento as coisas evoluirám e existe oferta chinesa com qualidade premium e com muita inovação tanto estética quanto técnica.


Cfmoto, Voge, Zontes e ate Benelli são claros exemplos


Os preços também já são o que eram, longe vão os anos em que uma Forza 125 custa 5 e uma Sym apenas 2,5. Mas não se pode ter o bolo e comê-lo


Sinceramente não percebo o fascínio das pessoas pelas motos chinesas. São baratas? São, mas também são medíocres.


Se a moto for para suprir uma necessidade de transporte então qualquer coisa serve. Agora se a moto é comprada para tirar prazer aos fins de semana, ou em viagens, ou em pista quem quer uma moto medíocre? Eu certamente não quero.


E os chineses não serão capazes de fazer boas motos? Certamente que sim, mas quando o fizerem vão pedir preços equivalentes ao que pedem hoje os fabricantes europeus e japoneses. O mercado é altamente competitivo, a produção é globalizada.


Se estão à espera que um dia os chineses produzam uma moto tão boa quanto a actual Hornet 750 por menos do que os €7.800 que a Honda podem tirar o cavalinho da chuva.


Um construtor chinês vai fazer uma moto melhor do que a S1000RR? Acredito perfeitamente que possa acontecer mas certamente vai custar acima dos €22.000.


Já vi alguns projectos promissores de fabricantes chineses, um motor 3 cilindros de 800cc, outra marca que está a desenvolver um V4.


Mas o que é vendido actualmente não prende a minha atenção nem durante 1s.


Não há nenhuma moto chinesa actualmente à venda cujo o motor não seja medíocre, a ciclística insatisfatória e a estética sofrível. Nâo entendo quem adquire uma Benelli ou Zontes (ou outra) nova quando pelo mesmo preço pode comprar uma moto europeia ou japonesa semi-nova.


Se um dia uma marca chinesa lançar uma moto capaz de rivalizar tecnica e esteticamente com a equivalente japonesa ou europeia então vou perder alguns minutos do meu tempo para analisar e considerar.






 :)

Março 21, 2023, 20:23:24, 20:23
Responder #34

ThatsMe

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 1391
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Kawasaki
  • Modelo Motociclo: Versys 1000 SE GT
  • Localidade: Porto
Há 10 atrás concordaria com o comentário. Neste momento as coisas evoluirám e existe oferta chinesa com qualidade premium e com muita inovação tanto estética quanto técnica.

Cfmoto, Voge, Zontes e ate Benelli são claros exemplos

Os preços também já são o que eram, longe vão os anos em que uma Forza 125 custa 5 e uma Sym apenas 2,5. Mas não se pode ter o bolo e comê-lo

Sinceramente não percebo o fascínio das pessoas pelas motos chinesas. São baratas? São, mas também são medíocres.

Se a moto for para suprir uma necessidade de transporte então qualquer coisa serve. Agora se a moto é comprada para tirar prazer aos fins de semana, ou em viagens, ou em pista quem quer uma moto medíocre? Eu certamente não quero.

E os chineses não serão capazes de fazer boas motos? Certamente que sim, mas quando o fizerem vão pedir preços equivalentes ao que pedem hoje os fabricantes europeus e japoneses. O mercado é altamente competitivo, a produção é globalizada.

Se estão à espera que um dia os chineses produzam uma moto tão boa quanto a actual Hornet 750 por menos do que os €7.800 que a Honda pede tirem o cavalinho da chuva.

Um construtor chinês vai fazer uma moto melhor do que a S1000RR? Acredito perfeitamente mas vai custar acima dos €22.000.

Já vi alguns projectos promissores de fabricantes chineses, um motor 3 cilindros de 800cc, outra marca que está a desenvolver um V4.

Mas o que é vendido actualmente não prende a minha atenção nem durante 1s.

Não há nenhuma moto chinesa actualmente à venda cujo o motor não seja medíocre, a ciclística insatisfatória e a estética sofrível. Nâo entendo quem adquire uma Benelli ou Zontes (ou outra) nova quando pelo mesmo preço pode comprar uma moto europeia ou japonesa semi-nova.

Se um dia uma marca chinesa lançar uma moto capaz de rivalizar tecnica e esteticamente com a equivalente japonesa ou europeia então vou perder alguns minutos do meu tempo para analisar e considerar.
Respeito a tua opinião. Que mal pergunte....já experimentaste alguma durante um tempo razoável?

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk



Não vale a pena experimentar, a conclusão vai ser que tem motor medíocre, ciclística insatisfatória e estética sofrível.

Março 21, 2023, 20:25:10, 20:25
Responder #35

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
E está dito.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 21, 2023, 20:34:17, 20:34
Responder #36

Gentleman rider

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 341
  • Localidade: Lisboa
Respeito a tua opinião. Que mal pergunte....já experimentaste alguma durante um tempo razoável?

Acho que a cadeia KFC não é digna de estrela Michelin. Nunca entrei em nenhum restaurante da marca.

Achas que se eu comer vezes suficientes nesses restaurantes vou mudar de opinião?

Lanço o desafio ao contrário, diz-me que moto chinesa achas competitiva e depois eu pergunto-te que alternativas europeias/japonesas já experimentaste
« Última modificação: Março 21, 2023, 20:36:19, 20:36 por Gentleman rider »

Março 21, 2023, 20:37:17, 20:37
Responder #37

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
Respeito a tua opinião. Que mal pergunte....já experimentaste alguma durante um tempo razoável?

Acho que a cadeia KFC não é digna de estrela Michelin. Nunca entrei em nenhum restaurante da marca.

Achas que se eu comer vezes suficientes nesses restaurantes vou mudar de opinião?
Respeito a tua opinião. Mas tenho a minha opinião e é fundamentada. De resto nada posso dizer. Boas curvas.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 21, 2023, 20:50:43, 20:50
Responder #38

TMXR

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4152
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Ducati
  • Modelo Motociclo: MTS 1260S
  • Localidade: Lisboa
Há 10 atrás concordaria com o comentário. Neste momento as coisas evoluirám e existe oferta chinesa com qualidade premium e com muita inovação tanto estética quanto técnica.

Cfmoto, Voge, Zontes e ate Benelli são claros exemplos

Os preços também já são o que eram, longe vão os anos em que uma Forza 125 custa 5 e uma Sym apenas 2,5. Mas não se pode ter o bolo e comê-lo

Sinceramente não percebo o fascínio das pessoas pelas motos chinesas. São baratas? São, mas também são medíocres.

Se a moto for para suprir uma necessidade de transporte então qualquer coisa serve. Agora se a moto é comprada para tirar prazer aos fins de semana, ou em viagens, ou em pista quem quer uma moto medíocre? Eu certamente não quero.

E os chineses não serão capazes de fazer boas motos? Certamente que sim, mas quando o fizerem vão pedir preços equivalentes ao que pedem hoje os fabricantes europeus e japoneses. O mercado é altamente competitivo, a produção é globalizada.

Se estão à espera que um dia os chineses produzam uma moto tão boa quanto a actual Hornet 750 por menos do que os €7.800 que a Honda podem tirar o cavalinho da chuva.

Um construtor chinês vai fazer uma moto melhor do que a S1000RR? Acredito perfeitamente que possa acontecer mas certamente vai custar acima dos €22.000.

Já vi alguns projectos promissores de fabricantes chineses, um motor 3 cilindros de 800cc, outra marca que está a desenvolver um V4.

Mas o que é vendido actualmente não prende a minha atenção nem durante 1s.

Não há nenhuma moto chinesa actualmente à venda cujo o motor não seja medíocre, a ciclística insatisfatória e a estética sofrível. Nâo entendo quem adquire uma Benelli ou Zontes (ou outra) nova quando pelo mesmo preço pode comprar uma moto europeia ou japonesa semi-nova.

Se um dia uma marca chinesa lançar uma moto capaz de rivalizar tecnica e esteticamente com a equivalente japonesa ou europeia então vou perder alguns minutos do meu tempo para analisar e considerar.

Não estou a falar nesse segmento.

Estou a falar no segmento de baixa cilindrada. Aí acho que há motos chinas (como dizem os espanhóis)  :D a aparecer com produtos bonitos e de boa qualidade e preços tentadores. chamemos lhe motos apetecíveis.


Se compraria? Não porque não são motos do segmento que eu compro.

Também não, porque apenas compro de marcas que estao envolvidas no desporto motorizado

E também não, porque aquilo que eu compro são quase sempre os topos de gama que os Chineses não tem neste momento qualquer capacidade de fabricar

E também não porque não sou hipocrita  :D e nenhuma destas motos chinas tem o status que gosto que as minhas motos tenham  :D :D :D


Agora, olhando aqui para os companheiros que vem  pergurtar se compram uma 500 ou uma 600 ou se compram uma moto com a delirante cilindrada de 800cc acho que uma TRk ou uma válico 525 serve tao bem ou melhor que uma cb500

E até compraria uma Voge 300 rally. O companheiro Mustaine também comprou uma crf300 e tem um amigo que comprou uma 300 rally e aquilo anda o mesmo, vem mais equipado e custa menos que a Honda  :cost:

Reconheço o mérito na tua argumentação e não te tiro razao em algumas coisas que dizes mas neste segmento que descrevi não partilho da mesma opinião  :nice:
Yamaha Tmax 500/530 * BMW C Evo/R1200GS/1250 GS/1200 GSA/1200 RT * KTM 1290 SAS *  Trimph Tiger 800 XRT / Street Triple RS * Ducati Multistrada 950S/1200S/1260S/Enduro *  Kawazaki Z900  * MV Agusta Turismo Veloce Lusso * Honda Crf300l

Março 21, 2023, 20:55:34, 20:55
Responder #39

TMXR

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4152
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Ducati
  • Modelo Motociclo: MTS 1260S
  • Localidade: Lisboa
Não levo. Qualidade de acabamentos, soldaduras, qualidade dos plásticos, dos bancos e uma coisa importante, os pneus montados de origem .E isto sempre tendo em atenção o preço que estão a pedir.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk

E envelheceu bem? Pergunto porque a maioria das Daelim que vejo não estão com grande aspecto.

Muitas kymco e sym daquelas Gts carburadas também não.
Yamaha Tmax 500/530 * BMW C Evo/R1200GS/1250 GS/1200 GSA/1200 RT * KTM 1290 SAS *  Trimph Tiger 800 XRT / Street Triple RS * Ducati Multistrada 950S/1200S/1260S/Enduro *  Kawazaki Z900  * MV Agusta Turismo Veloce Lusso * Honda Crf300l

Março 21, 2023, 21:10:44, 21:10
Responder #40

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga
Não levo. Qualidade de acabamentos, soldaduras, qualidade dos plásticos, dos bancos e uma coisa importante, os pneus montados de origem .E isto sempre tendo em atenção o preço que estão a pedir.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk

E envelheceu bem? Pergunto porque a maioria das Daelim que vejo não estão com grande aspecto.

Muitas kymco e sym daquelas Gts carburadas também não.
Se quiseres ver está à tua disposição para verificares. Eu quando falo sei do que estou a falar. No caso em concreto posso demonstrar. Experimenta ver as PCX que andam com os motoboys......estão a envelhecer muito bem......

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 21, 2023, 21:21:34, 21:21
Responder #41

TMXR

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4152
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Ducati
  • Modelo Motociclo: MTS 1260S
  • Localidade: Lisboa


Acredito.

Mas essas pcx não são exemplo para nada. Sei de quem já tenha torrado o motor 2x de uma pcx mas não e a regras mas sim a exceção
Yamaha Tmax 500/530 * BMW C Evo/R1200GS/1250 GS/1200 GSA/1200 RT * KTM 1290 SAS *  Trimph Tiger 800 XRT / Street Triple RS * Ducati Multistrada 950S/1200S/1260S/Enduro *  Kawazaki Z900  * MV Agusta Turismo Veloce Lusso * Honda Crf300l

Março 21, 2023, 21:23:41, 21:23
Responder #42

Gentleman rider

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 341
  • Localidade: Lisboa
Há 10 atrás concordaria com o comentário. Neste momento as coisas evoluirám e existe oferta chinesa com qualidade premium e com muita inovação tanto estética quanto técnica.

Cfmoto, Voge, Zontes e ate Benelli são claros exemplos

Os preços também já são o que eram, longe vão os anos em que uma Forza 125 custa 5 e uma Sym apenas 2,5. Mas não se pode ter o bolo e comê-lo

Sinceramente não percebo o fascínio das pessoas pelas motos chinesas. São baratas? São, mas também são medíocres.

Se a moto for para suprir uma necessidade de transporte então qualquer coisa serve. Agora se a moto é comprada para tirar prazer aos fins de semana, ou em viagens, ou em pista quem quer uma moto medíocre? Eu certamente não quero.

E os chineses não serão capazes de fazer boas motos? Certamente que sim, mas quando o fizerem vão pedir preços equivalentes ao que pedem hoje os fabricantes europeus e japoneses. O mercado é altamente competitivo, a produção é globalizada.

Se estão à espera que um dia os chineses produzam uma moto tão boa quanto a actual Hornet 750 por menos do que os €7.800 que a Honda podem tirar o cavalinho da chuva.

Um construtor chinês vai fazer uma moto melhor do que a S1000RR? Acredito perfeitamente que possa acontecer mas certamente vai custar acima dos €22.000.

Já vi alguns projectos promissores de fabricantes chineses, um motor 3 cilindros de 800cc, outra marca que está a desenvolver um V4.

Mas o que é vendido actualmente não prende a minha atenção nem durante 1s.

Não há nenhuma moto chinesa actualmente à venda cujo o motor não seja medíocre, a ciclística insatisfatória e a estética sofrível. Nâo entendo quem adquire uma Benelli ou Zontes (ou outra) nova quando pelo mesmo preço pode comprar uma moto europeia ou japonesa semi-nova.

Se um dia uma marca chinesa lançar uma moto capaz de rivalizar tecnica e esteticamente com a equivalente japonesa ou europeia então vou perder alguns minutos do meu tempo para analisar e considerar.

Não estou a falar nesse segmento.

Estou a falar no segmento de baixa cilindrada. Aí acho que há motos chinas (como dizem os espanhóis)  :D a aparecer com produtos bonitos e de boa qualidade e preços tentadores. chamemos lhe motos apetecíveis.


Se compraria? Não porque não são motos do segmento que eu compro.

Também não, porque apenas compro de marcas que estao envolvidas no desporto motorizado

E também não, porque aquilo que eu compro são quase sempre os topos de gama que os Chineses não tem neste momento qualquer capacidade de fabricar

E também não porque não sou hipocrita  :D e nenhuma destas motos chinas tem o status que gosto que as minhas motos tenham  :D :D :D


Agora, olhando aqui para os companheiros que vem  pergurtar se compram uma 500 ou uma 600 ou se compram uma moto com a delirante cilindrada de 800cc acho que uma TRk ou uma válico 525 serve tao bem ou melhor que uma cb500

E até compraria uma Voge 300 rally. O companheiro Mustaine também comprou uma crf300 e tem um amigo que comprou uma 300 rally e aquilo anda o mesmo, vem mais equipado e custa menos que a Honda  :cost:

Reconheço o mérito na tua argumentação e não te tiro razao em algumas coisas que dizes mas neste segmento que descrevi não partilho da mesma opinião  :nice:

Nas baixas cilindradas, ou naquilo que que chamo transporte básico... sim... claro... aconselharia sempre uma moto barata, chinesa, mesmo que muito feia como as motos chinesas são. Como disse anteriormente aliás.

Jamais recomendaria aquelas Aprilia replica todas pipi mas que custam uma fortuna, mesmo se eu adoro a Aprilia.

No outro extremo, nas altas cilindradas, claro, os chineses não têm nada e se um dia tiverem vai custar tanto quanto a europeia ou japonesa equivalente. E vai faltar a herança desportiva e etc etc.

Mas nas médias cilindradas, em que pareces ver sentido nas motos chinesas eu não vejo nenhum.

Essa Benelli TRK800 de que falaram? Quanto custa? É assim tão mais barata do que uma Tiger Sport 660, ou do que a Transalp 750?

Confesso não acompanhar este segmento. Mas acompanho o das nakeds para saber que os chineses não têm nada que possa concorrer com a Hornet 750.

A Benelli Leoncino é mais barata €1.000? €2.000? até pode ser mas há alguém no seu perfeito juízo que prefira dar €7.000 pela Benelli em vez dos €8.000 pela Honda? É isso que não entendo. A Moto Morini 6 1/2 é a mesma coisa. É mais barata do que a Honda mas o motor é baseado no motor Kawasaki ER6 dos anos 90. Mas há comparação possível? A Honda não vale a diferença?
« Última modificação: Março 21, 2023, 22:36:35, 22:36 por Gentleman rider »

Março 21, 2023, 21:32:49, 21:32
Responder #43

PMM

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 66
  • Marca Motociclo: QJ Motor
  • Modelo Motociclo: srt 550
  • Localidade: Braga


Acredito.

Mas essas pcx não são exemplo para nada. Sei de quem já tenha torrado o motor 2x de uma pcx mas não e a regras mas sim a exceção
Pronto. São uma scooter como a Daelim, a KYMCO e por aí fora. As PCX nas 125 sao.so.quem mais vende.

Enviado do meu 21061119DG através do Tapatalk


Março 22, 2023, 21:44:00, 21:44
Responder #44

2low

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 5303
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Margem Sul
Só um reparo a fazer ao post inicial:
- uma 650/850 não são "mota grande" , são antes uma "mota não pequena" :D
« Última modificação: Março 22, 2023, 21:45:07, 21:45 por 2low »
Grão a Grão, Comemos Feijão!
"Nada é para sempre, nem mesmo os problemas", Charlie Chaplin


Março 23, 2023, 12:38:15, 12:38
Responder #45

BackBone

  • Motociclista: 1 estrela ❇

  • Offline
  • *

  • 7
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: CB125F
  • Localidade: Anadia
Obrigado pelos feedbacks @ThatsMe @PMM @TMXR @MotardFeio

Assim fico descansado sabendo que a V-Strom 650 chega para viagens a dois!

Olá

Entre a duas que estás a pensar: a Suzuki sempre.

650cc dão perfeitamente para viagens a dois a todo o lado com estrada pela frente.
Se queres viajar acima dos 160 ou mais aí tens de optar por motas "maiores" para baixar consumos de uma viagem (se os consumos forem uma preocupação para ti).

Com as 650, pagas menos de IUC, eventualmente menos consumo de combustível (depende do teu punho).

Mas independentemente do que te digam... experimenta as duas... com a pendura... vê o conforto de ambos nas motas, sente a mota a andar "a dois", qual a melhor proteção aerodinâmica, como são as top cases (se vais viajar, transportar "tralha" é essencial), optas por uma topcase ou o trio?, etc. etc. etc.

E considerar outras opções? Para viajar nesse "estilo" de mota estou a pensar numa mão cheia de outras marcas que poderão desequilibrar a tua balança.

Se calhar ficarás surpreendido.

... mas experimenta... deixa-te surpreender e apaixonar por aquilo que mais gostas de entre as duas...

Só por curiosidade, que motas teria em mente para "desiquilibrar a balança"?

Só um reparo a fazer ao post inicial:
- uma 650/850 não são "mota grande" , são antes uma "mota não pequena" :D

Para quem vem de uma 125cc a pesar 128kg, qualquer mota acima dos 200kg parece um gigante  :D

Mas sim, uma mota de média cilindrada é, julgo eu, o que melhor se adequa a mim neste momento!

Não irei comentar sobre o tema de motas chinesas vs motas não chinesas, porque não tenho experiência para ter uma opinião formada.

Março 23, 2023, 14:15:21, 14:15
Responder #46

JViegas

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4656
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Kawasaki Versys 650 (para mim o modelo mais "direto" com a Suzuki)

Ténéré 700 (um pouco mais cara que a Suzuki mas a minha favorita) - Será porventura mais "incómoda" para o pendura do que a Suzuki (na minha opinião).

A Honda lançou agora a Transalp (parece ser boa máquina).

A 650DSX da VOGE (muito linda e aparenta ter muito boa qualidade atendendo às fotos que já vi).

Outra que gosto e gostaria de experimentar: 650MT da CFMoto
« Última modificação: Março 23, 2023, 14:18:45, 14:18 por JViegas »

Março 23, 2023, 15:04:41, 15:04
Responder #47

JustGil

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 468
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: CB300R
  • Localidade: Vila Nova de Gaia, Porto
Para além das que foram mencionadas, acrescentaria à lista a Triumph Tiger 660.
Motor de 3 cilindros e com 81 cv de potência e com um espaço de manutenção de 16 000km ou de ano em ano. Porém, a meu ver é uma mota já mais curta, talvez para o passageiro não vá ter tanto conforto como a Suzuki ou a Kawasaki.
« Última modificação: Março 23, 2023, 15:05:50, 15:05 por JustGil »

Março 23, 2023, 21:59:25, 21:59
Responder #48

Santos

  • Motociclista: 1 estrela ❇

  • Offline
  • *

  • 37
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: NC750X
  • Localidade: Vila cha
O meu concelho  é que adquira uma mota com provas ja dadas de qualidade e fiabilidade e acima de tudo com custos reduzidos de manutenção.
Existem algumas motos muito lindas e rotuladas por alguns de maravilha mas que no fim do dão dores de cabeça e despesas.
Boa compra.

Março 24, 2023, 21:45:17, 21:45
Responder #49

JoãoPVCarvalho

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 1942
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Bicho Raro
  • Marca Motociclo: Moto Guzzi
  • Modelo Motociclo: V85TT
  • Localidade: Benavente
Vieste aqui pedir conselhos e conselhos te darei:

a) independentemente de queres ir para uma mota de cilindrada superior daqui a uns anos, por agora fica por uma 650 ou semelhante.

b) se quiseres subir de cilindrada (provavelmente não vais necessitar) compra algo que dure anos, isto é, que tenha boa mecânica (japonesas) ou que perca pouco valor com o tempo (KTM e BMW, por enquanto).

c) qualquer 650 japonesa no mercado dá para o que queres e sobra. tem a vantagem especial dos custos de manutenção, reparação e IUC serem mais baixos do que se subires de cilindrada ou fores para marcas mais caras (alemã e austríaca);

d) foge das chinesas (CFMoto, Keeway, etc, etc), isto é, sai da frente delas e não penses nunca em meter-te em cima de uma (se não perderes a vida, perdes dinheiro a rodos, seja nas reparações necessárias, seja no mercado de usados).

e) se estás a pensar em estilo trail, a V-storm e a Versys são as melhores opções.

f) se preferias algo melhor, em termos de estética desportiva e andares maioritariamente sozinho, vê a NINJA 650. Foi a que adquiri faz agora quase um ano (está quase com 14.000 km, algumas tirada diárias de 500 e muitos km) e não estou minimamente arrependido. Embora, esteja a pensar subir para a Aprillia 650 porque a NINJA dificilmente passa os 200 km/h em AE (cada qual tem a sua utilização). Tirando esse facto (relevante para mim) nada tenho a apontar à NINJA. E têm em atenção que parece que tem uma posição de condução desportiva mas na verdade é, talvez, a última verdadeira sport tourer que existe no mercado (é só subires para cima de uma Honda CBR 650 e depois para cima da Ninja 650 e percebes logo a diferença entre uma sport tourer e uma desportiva). Agora só é solução se não tiveres mais de 1,80 m... acima disso ficas com as pernas e braços muito encolhidos.

O companheiro precisa urgentemente de se atualizar!!!

Se me disser para fugir das Chinesas porque esses sacanas estão a lixar a economia mundial e por aí... Eu concordo em absoluto.
Agora em relação à qualidade preço discordo em absoluto e com provas em primeira mão.
Desde 125cc até 650cc já fiz milhares de quilómetros em Chinesas e até ao dia de hoje tive uma bomba de gasolina avariada em garantia que foi prontamente resolvida.
Já com uma famosa Italiana, o problema foi de tal forma que o concessionário retomou a mota com 11.000kms pelo preço que dei por ela, e atenção, eu comprei nova no concessionário oficial.

Essa conversa das Chinesas não passa de um estigma do passado.
Um planeamento cuidado é meio caminho andado.✌
by JDilemas