Autor Tópico: "Termo de Responsabilidade" Será que existe total consciência do que se assina?  (Lida 2679 vezes)

Março 01, 2019, 17:49:27, 17:49
Lida 2679 vezes

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 16119
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
"Termo de Responsabilidade"
Será que existe total consciência do que se assina?






Recentemente e como alguns saberão, um conhecido motovlogger nacional (CagerOn2Wheels) teve um grave acidente de moto... Ele, assim como a moto, ficaram em muito "mau estado".

A questão é que a moto não era dele, mas sim de um concessionário que lhe a tinha cedido para test-ride.

Ora no caso dele e pelo que percebi, a coisa vai resolver-se de uma forma suficientemente "amigável", mas este tipo de questões não tem por norma um desfecho muito simples.

Ou melhor, a regra é mesmo a responsabilidade pelo pagamento daquilo que foi estragado/destruído ser integralmente do condutor que nessa altura fazia uso da moto (naturalmente pressupondo uma culpabilidade que lhe seja imputada num acidente!)

E aquele "papelinho" que assinamos (eu já o fiz imensas vezes) diz-nos claramente tudo isto, pelo que convém recordar palavras como estas:


"(....)declaro  estar  em  plenas  condições  para  conduzir  o motociclo ***** e agir de acordo com as regras do Código da Estrada. Declaro ainda, responsabilizar-me civil e  criminalmente,  de  acordo  com  as  estipulações  da  legislação  vigente,  por todos  e  quaisquer  factos  provocados pela minha  conduta  durante  a  condução  do  veículo, obrigando-me  a  responder  pessoalmente  por  danos  materiais  e  morais  que eventualmente vier a causar ou sofrer, isentando a emprea proprietária do motociclo de toda e qualquer responsabilidade(....)"


E a verdade é que este tipo de documento que assinamos e onde colocamos a data, juntamente com dados do nosso Cartão de Cidadão, não deve ser nunca assinado sem de facto ter depois uma conduta reflectida na condução...minimamente consciente.

Fica o alerta com este tópico...

Acreditem que o desfecho de um acidente que assente numa provada responsabilidade do condutor de um motociclo de test-ride, não é nem nunca será muito agradável.
« Última modificação: Março 01, 2019, 23:03:57, 23:03 por Sapiens21 »
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Março 01, 2019, 18:45:30, 18:45
Responder #1

Moto2cool

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4418
É evidente que quem cede uma mota a outro não quer suportar os custos de imprevistos.
Existem dois tipos de imprevistos, aqueles que o motociclista respeitando todas as normas e regras de conduta pode incorrer e aqueles que podem ser agravados por comportamento de condução incorrecto ou ilegal.
Nos primeiros poucos de nós temos seguro com danos próprios, por isso estragar a mota alheia ou a própria implicava sempre ter que pagar a reparação.
No caso de comportamento incorreto aplica-se o mesmo.
No caso de comportamento ilegal pode mesmo a responsabilidade civil ser recusada pela seguradora, além da parte criminal.
Por isso conduzir uma mota alheia em test ride não é tão diferente assim de conduzir a nossa.

Agora poderia ser possível um seguro de danos próprios nestas motas, ou adendas momentaneas tipo seguros de viagem em avião, eventualmente com custos para o utilizador se não quiser correr o risco
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki VStrom 650
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Março 01, 2019, 18:52:42, 18:52
Responder #2

TMaxer

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 2872
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Penso que era uma questao de tempo ate isto acontecer.


A quantidade de Vloggers é enorme e a pressão para o apresentar serviço calculo que também o seja... no caso do Cager e apesar de nao seguir o canal, ja tinha prometido dar um estalo há muito tempo.

No caso dele fiquei com a opiniao porque percebi que muitas vezes ia para fora de pé... mas a tal "inconsciência" e clara falta de tecnica de condução, também podíamos acrescentar o desconhecimento das maquinas em particular e a falta de habito de conduzir aquele tipo de moto ou motos de alta cilindrada/potencia/ etc.



Digo isto... mas sem qualquer acusação ou censura ao que faz. Até porque na minha opiniao que sigo algumas apresentacoes internacionais é normal haver quedas. Recordo por exemplo um video que vi ha um par de semanas da apresentação da MTS Enduro em Castello Nipozzano em que houve imensas quedas e ao fim de 40 ou 50 kms havia uma serie de motos com espelhos e manetes partidas.

Ate porque tenho um amigo que foi fazer um Td tambem numa versys e numa rotunda teve uma queda e sei que é uma pessoa cuidadosa. Todos estamos expostos a um erro ou a um azar.


Pelo que sei a Migtec ou a Rame moto, chegaram-se à frente e cobriram os prejuízos. Agora... se o "test driver" nao fosse um Vlogger, acho que que os iria cobrir nao seria o concessionário.
Ducati Multistrada 1260S

Março 01, 2019, 19:01:39, 19:01
Responder #3

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 16119
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
De que tenha conhecimento, não existem seguros (danos próprios) para motos de test-ride...

Das duas uma...ou não existe mesmo interesse da parte das seguradoras, ou dos concessionários.

De qualquer forma o meu alerta era para os excessos que se cometem com motos de test-ride e que noutra situação não se fariam com a própria moto.

Já tive conhecimento de uns azares, por excessos..  :-X

De multas também existe esse problema...e por essa razão muitos formulários têm hora de início e fim.
Eu já assinei vários nestes termos!!
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Março 01, 2019, 19:05:56, 19:05
Responder #4

Moto2cool

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4418
Faz sentido, a multa é do proprietário se não identificar o condutor
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki VStrom 650
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Março 01, 2019, 19:29:06, 19:29
Responder #5

Lourenço

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 407
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: SH125
  • Localidade: Lisboa
Os seguros de responsabilidade civil particular (pessoal) excluem uma enormidade de situações, entre elas sinistros decorridos da condução de veículos, salvo casos muito específicos e limitados.

Há companhias que negoceiam a inclusão de determinadas atividades, amadoras, com rácio de risco mais pesado, mas caso por caso e com o consequente aumento de prémio, por vezes de forma dissuasora.

Se encararmos a questão no âmbito profissional, e desconheço se algum dos autores dos vídeos que tenho visto os realiza de forma profissional, aí é um seguro de trabalho com responsabilidade profissional, cuja atividade a companhia terá de estar disponível para cobrir e o segurado apto a desempenhar.

Esta são noções que eu tenho de outro país europeu, mas não devem diferir muito em Portugal.
Comprem português, comprem nacional.
Viagem em Portugal.

Março 01, 2019, 20:48:02, 20:48
Responder #6

2low

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 3601
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Almada
Há veículos que mesmo que para experimentar e de sermos obrigados a assinar o termo de responsabilidade, ainda temos de deixar um cheque como caução caso aconteça alguma coisa... acho que nestes casos, mesmo que seja da imprensa profissional ou um simples vlogger, havendo um sarilho não haverá maneira de não perderem o valor impresso no tal cheque.
Como as motos no geral têm um valor reduzido comparado com a maioria dos automóveis, que me lembre, nunca pediram um cheque de caução.
Será que se fosse louco para me aventurar em experimentar uma ducati v4r, seria uma das exigências?
No geral acho que a malta abusa quando experimenta uma moto de test drive e que arrisca desnecessariamente.
Por outro lado as marcas deveriam investir mais em por exemplo eventos de test drive em ambientes controlados e sem risco de acidentes com terceiros, mas é apenas uma simples minha opinião.
Não vou criticar nenhum vlogger em especial e nem mesmo o cageronwheels, tanto que cada um é livre de ser quem é e como pretende que os outros o conheçam.
(e aí nunca se consegue agradar a gregos e troianos)

Espero contudo que a situação do cager não se torne um pesadelo e que o stand tb não fique em maus papéis.


« Última modificação: Março 01, 2019, 20:49:13, 20:49 por 2low »


"Coragem é saber o que não temer.", Platão
"Se uma scooter é um aspirador, quantos sacos gasta aos 100?", Alguém

Março 01, 2019, 22:47:10, 22:47
Responder #7

NunoMiguel

  • Motociclista: 1 estrela ❇

  • Offline
  • *

  • 42
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: NC 750x
  • Localidade: Lisboa
O Cager é o principal responsável por eu andar de mota. Sem o saber.
Quando comecei a pensar comprar a scooter, foi nos vídeos dele que encontrei a inspiração. A alegria com que falava nas motas, aquele entusiasmo foi o que me fez dar o passo.

Com isto quero dizer que os vloggers foram e são muito importantes para alguns de nós. Eu atualmente não compraria mota alguma sem ler e ver as opiniões dos outros, dos mais experientes, dos vloggers. Claro que com a dimensão que isto tomou há que saber separar o que interessa do que não interessa, saber distinguir o vlogger original daquele que fala bem desta ou daquela marca, deste ou daquele stand porque vai ganhar algo com isso... isto acontece.

Não sei o que pensar deste caso. Acho injusto que o próximo vlogger a cair tenha que pagar a mota, porque é menos conhecido ou vai dar menos retorno ao stand... não sei o que pensar.

Março 01, 2019, 22:59:58, 22:59
Responder #8

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 16119
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
(....)
No geral acho que a malta abusa quando experimenta uma moto de test drive e que arrisca desnecessariamente.
(....)

Sim...é o que acontece.
Falo também por mim próprio. Sei que já exagerei um pouco no passado, nomeadamente na velocidade. No entanto, em cidade, sou extremamente cumpridor. Sou mesmo o oposto e faço por seguir num ritmo calmo. Muito raramente saio deste regime em cidade.


(....)
Por outro lado as marcas deveriam investir mais em por exemplo eventos de test drive em ambientes controlados e sem risco de acidentes com terceiros, mas é apenas uma simples minha opinião.
(....)

Já andei em Lisboa (zona do Parque das Nações) nessa situação, com elementos da marca a indicarem o caminho e a "moderar" os ímpetos da malta.
Notei que só em certos locais davam indicação para se acelerar um pouco mais.

Por um lado, a segurança é a "palavra de ordem"...e compreendo perfeitamente.

Mas por outro lado, alguma malta refere que não consegue ter uma apreciação muito concreta do modelo testado, em virtude das tais "limitações" impostas pela segurança.

Mas claro...não posso dizer que seja contra a ideia de test-rides acompanhados do staff da marca. Percebo perfeitamente essa opção....
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Março 01, 2019, 23:46:39, 23:46
Responder #9

TMaxer

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 2872
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Por outro lado as marcas deveriam investir mais em por exemplo eventos de test drive em ambientes controlados e sem risco de acidentes com terceiros, mas é apenas uma simples minha opinião.
Não vou criticar nenhum vlogger em especial e nem mesmo o cageronwheels, tanto que cada um é livre de ser quem é e como pretende que os outros o conheçam.
(e aí nunca se consegue agradar a gregos e troianos)

Espero contudo que a situação do cager não se torne um pesadelo e que o stand tb não fique em maus papéis.


Tens 3 autódromos em PT. A BMW promove um dia num deles.

Mas não tem de ser as marcas a investir. Elas já estão a investir a ifrercer modelos para test drive a preço com desconto e prazo dilatado de pagamento  aos concessionários.

E um dia numa pista, também não anula as possibilidades de acidentes.


E também não vamos voltar aos tempos em que o vendedor ia no banco detrás (em muitos países isso era hábito  :D)



Aquilo que actual acontece e que está a haver uma perversao da definição de test drive, que supostamente deveria servir para o cliente interessado ficar a conhecer e confirmar o seu interesse num determinado modelo, para passar a se usado pela brigada da “go-pro no capacete” ir dar umas voltas, debitar umas valente algaraviadas pois em 90% chegaram ao concessionário e nem sabiam em que modelo de moto e que iam andar, e depois chegar a casa passar o render para o YT e começarem a contabilizar “likes”...


Agora... a questão não passa por seguros de danos próprios, nem fecharem a marginal ao sábado à tarde para a malta ir testar a versão 2019 da PCX  :D... passa por bom senso, e quando se vloggers a esmifrar motores de motos com 50 km até ao red line para dizer que a moto da x ou y a descer, ou quando se vê os mesmos a fazerem cavalos e éguas na lagoa azul, ou a fazerem corridas a 300 a hora na CREP até a moto ficar sem gasolina, então, temos que reconhecer que a figura do “bom senso” foi engolida pela sede dos “joinhas”  :D


Ducati Multistrada 1260S

Março 01, 2019, 23:51:08, 23:51
Responder #10

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 3843
Excelente escolha de imagem para o tópico.
 :nice:


Quanto ao conteúdo...
O que está habitualmente escrito num "termo de responsabilidade" corresponde à mesma expectativa de quem empresta a sua própria moto a um amigo.

Mas com uma grande vantagem no caso de ser um acidente e não haver culpa:
Pois o test drive é habitualmente com uma moto nova. Logo o valor que a seguradora reembolsa pela perda total é quase o total.

Já um acidente sem culpa com uma moto velha...
A probabilidade do valor venal ser inferior ou zero comparativamente o que poderia ainda valer no mercado é muito alta.


Março 02, 2019, 00:09:34, 00:09
Responder #11

ricardmag

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 243
Uma boa forma de persuadir os condutores de test Ride seria o consecionario instalar uma câmara na mota e gravar tudo. Se tivesse acesso a velocidade e rpm melhor.
"Quando a música acaba, apagam-se as luzes." The Door's


Março 02, 2019, 00:40:19, 00:40
Responder #12

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 3843

Março 02, 2019, 01:16:01, 01:16
Responder #13

ricardmag

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 243
"Quando a música acaba, apagam-se as luzes." The Door's


Março 02, 2019, 01:30:17, 01:30
Responder #14

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 3843
Já agora passarem multas, não?
Se a responsabilidade é do condutor, porque se haveriam de aborrecer com isso?


Março 02, 2019, 09:41:33, 09:41
Responder #15

Lourenço

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 407
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: SH125
  • Localidade: Lisboa
A grande maioria deste test drives são feitos de forma amadora no pior sentido da palavra, sem qualquer estudo prévio da máquina que vão “testar”, caraterísticas técnicas de fábrica, diferenciação argumentada comparativamente á concorrência direta e depois, na edição, nem as calinadas debitadas ao longo do teste são corrigidas sequer com legendagem.

Já vi alguns ao fim de 30 segundos em cima da mota, dizerem “sim senhor temos aqui uma máquina muito fiável”, “Uau, bate toda a concorrência”, falarem em preços por vezes o dobro ou metade do real e quanto a dados técnicos, nada ou asneira.

Sobra a opinião muito subjetiva, por vezes nem isso, por vezes útil, da experiência de condução, na proporção do Know-how respetivo acumulado e vontade de isenção.

Por força de o pessoal querer tudo de borla na net e as revistas de especialidade em Portugal praticamente não existirem, ou pelo menos não investirem em grandes ensaios, também por questão de escala, e mesmo a existirem, devido aos grandes custos envolvidos a partir de determinado ponto colocam-se as questões de independência em relação ás marcas e representantes.

Com os informais, alem da falta de competência e rigor verificada em grande parte, valem todos pelo esforço, merecendo ser apreciados e alguns até provam conseguir evoluir, apesar do peso da ansiedade dos likes e remuneração da publicidade youtube, sendo nítida a diferença entre os que realmente evoluem e demonstram prazer na atividade e os restantes.

No entanto, muitas vezes, eu pessoalmente ao visionar alguns vídeos fico na dúvida entre a nítida falta de isenção relativamente á marca ou a quem emprestou a mota, e a impreparação extrema.

Felizmente que sobressaem alguns, que de forma muito voluntariosa vão alimentando as expetativas e esclarecendo as dúvidas de quem não tem acesso direto ás máquinas, aumentando o seu conhecimento com vista á eventual compra de uma máquina útil, de prazer ou as duas coisas, que para muitos de nós representa anos de poupança e esses merecem ser apoiados (oficiosa e oficialmente) na medida dos riscos a que se sujeitam, financeiros e corporais, e quem sabe talvez apareça a unidade no milhão que recebe telefonemas das marcas ou representantes para testar e espremer até ao sumo tal e tal modelo, (no transito, na via publica, no monte e sem respeito pelas regras de circulação em privado), porque fez nome á custa de trabalho competente, independente e com isenção.
Comprem português, comprem nacional.
Viagem em Portugal.

Março 02, 2019, 10:14:23, 10:14
Responder #16

TMaxer

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 2872
  • Sexo
    Masculino

    Masculino


Já vi alguns ao fim de 30 segundos em cima da mota, dizerem “sim senhor temos aqui uma máquina muito fiável”, “Uau, bate toda a concorrência”, falarem em preços por vezes o dobro ou metade do real e quanto a dados técnicos, nada ou asneira.

Sobra a opinião muito subjetiva, por vezes nem isso, por vezes útil, da experiência de condução, na proporção do Know-how respetivo acumulado e vontade de


Dentro do formato até há alguns que são muito bons, mas são estrangeiros.

Também fazem os seus vídeos quando lhe mandam material para testar, mas informam disso.

E não é Malta nova... que tirou a carta há 2 ou a 3 anos e não sabe consubstanciar as tecnologias, como funcionam, ou os diversidades entre as motos.


E ou são bons comunicadores ou então um pós produção cuidada e fundamental... para não falar na per-preparação do próprio test drive e da duração do mesmo.



Ontem fui ver o vídeo do Cager onde explica o estalo e achei graça a gratidão com que ficou ao concessionário a quem partiu a moto... referiu 2 vezes que teria de fazer uma “cena especial” para a Rame Moto para que “não ficassem prejudicados”. Ora... adeusinho isenção, se e que já existia alguma  :nice:


Ducati Multistrada 1260S

Março 02, 2019, 10:18:24, 10:18
Responder #17

Lourenço

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 407
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: SH125
  • Localidade: Lisboa
Quando estava a escrever o meu post anterior, entre muitas cenas que me passaram em memória também me lembrei dessa da "cena especial".  :-\
Comprem português, comprem nacional.
Viagem em Portugal.

Março 02, 2019, 10:22:21, 10:22
Responder #18

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 16119
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
(....)
Ontem fui ver o vídeo do Cager onde explica o estalo e achei graça a gratidão com que ficou ao concessionário a quem partiu a moto... referiu 2 vezes que teria de fazer uma “cena especial” para a Rame Moto para que “não ficassem prejudicados”. Ora... adeusinho isenção, se e que já existia alguma  :nice:

Bem observado....

Muito bem observado.
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Março 02, 2019, 16:25:42, 16:25
Responder #19

Alkatrone

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 132
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: VFR750F(RC36)
  • Localidade: Algés
Eu fui há uns tempos fazer o test drive da BMW Gs1200 adventure e como é costume lá assinei o papelinho.
Mas em conversa com o funcionário do stand ele confessou-me que era apenas um pro-forma, se eles é que estão a emprestar o veiculo como é que em caso de estragos conseguem obrigar o utilizador a suportar as despesas?
I drink, i get drunk, i fall down... no problem...
Tomorow is just another pain in the ass.
I`m a sexy mãe da foca !!!

Março 02, 2019, 17:30:50, 17:30
Responder #20

NunoMiguel

  • Motociclista: 1 estrela ❇

  • Offline
  • *

  • 42
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: NC 750x
  • Localidade: Lisboa
Gosto muito de te ler, Lourenço. Mais uma vez tens toda a razão...

Março 02, 2019, 17:31:27, 17:31
Responder #21

Lourenço

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 407
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: SH125
  • Localidade: Lisboa
Eu fui há uns tempos fazer o test drive da BMW Gs1200 adventure e como é costume lá assinei o papelinho.
Mas em conversa com o funcionário do stand ele confessou-me que era apenas um pro-forma, se eles é que estão a emprestar o veiculo como é que em caso de estragos conseguem obrigar o utilizador a suportar as despesas?
Com o papelinho assinado, querendo.

Edito:

Nuno Miguel, obrigado  :blush: (tudo bem?)
« Última modificação: Março 02, 2019, 17:33:36, 17:33 por Lourenço »
Comprem português, comprem nacional.
Viagem em Portugal.

Março 02, 2019, 18:49:27, 18:49
Responder #22

ricardmag

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 243
Já agora passarem multas, não?
Se a responsabilidade é do condutor, porque se haveriam de aborrecer com isso?

Não é necessário ir tão longe  :megafeliz:

Existem condutores de test ride que "abusam" da mota, por exemplo andar em modo racing.
Esse tipo de condução pode trazer problemas às motas e colocar outros em perigo.
A instalação da câmara com ou sem acesso ás velocidades e rpm vai de certeza persuadir o tester a ter um comportamento mais seguro.
"Quando a música acaba, apagam-se as luzes." The Door's


Março 02, 2019, 19:02:45, 19:02
Responder #23

Moto2cool

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4418
De modo expresso ou implícito a crítica tem sempre em consideração a concessão do direito a experimentar, principalmente no caso daqueles que têm receitas com o test ride e que se não tiverem acesso às motas têm prejuízo patrimonial.
Todos nós percebemos que existe um "dever" de ser positivo, por isso não vemos apreciações negativas. Nunca li ou vi algo do género : "não comprem esta" ou "para o que está faz têm aquela que é mais barata", etc.
Não é preciso uma condicionante externa porque há sempre uma auto - censura
Quando muito alguns reservas pontuais.
Mas isso faz parte do jogo.
Fazer uma cenas especiais é apenas mais do mesmo.
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki VStrom 650
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Março 02, 2019, 19:17:31, 19:17
Responder #24

Lourenço

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 407
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: SH125
  • Localidade: Lisboa
Há creio eu uma linguagem que não se lê nem se ouve, é mais algo do tipo que se interpreta e estando atento, conhecendo a rotina de alguns "ensaiadores", consegue-se decifrar.
No ramo automóvel pelo menos que é o que mais fui observando. Nas motas, nem isso; onde tal se passa é mais recorrendo a comparativos entre vários modelos, frequentemente sem sal.

Nem todos podem dar-se ao luxo de se armarem em Jeremy Clarkson, Richard Hammond e James May, (anterior Top Gear), arrasar completamente um modelo, por vezes só pela estética.
Comprem português, comprem nacional.
Viagem em Portugal.

Março 03, 2019, 00:19:09, 00:19
Responder #25

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 3843
Existem condutores de test ride que "abusam" da mota, por exemplo andar em modo racing.
Esse tipo de condução pode trazer problemas às motas e colocar outros em perigo.
A instalação da câmara com ou sem acesso ás velocidades e rpm vai de certeza persuadir o tester a ter um comportamento mais seguro.

Qual o problema de "trazer problemas" ás motos?
Elas não foram disponibilizadas precisamente para serem testadas?

Colocar outros em perigo? Ter um comportamento mais seguro?
Não existem entidades competentes para esse tipo de fiscalização?

Um test drive em modo "big brother" resolve alguma coisa?
A razão que me leva a efectuar um test drive é a possibilidade de experimentar algo que eventualmente posso estar interessado em comprar.
Se a ideia é estar a ser auditado na minha condução... ou estar a ser castrado na experiência, provavelmente passa a ser menos relevante considerar esse produto.


Todos nós percebemos que existe um "dever" de ser positivo, por isso não vemos apreciações negativas.

Simples.
Se começas a publicar este tipo de conteúdos rapidamente ficas conhecido.
Falas mal uma vez...  quando voltas para testar algo novo, dizem que não está disponível.

Se faziam isto à imprensa especializada no tempo que se vendia revistas, a um youtuber ainda mais fácil se torna.

Mas também o mundo do motociclistico está cada vez mais... "higienizado".
Portanto, se alguém aponta um aspecto menos negativo é bem provavelmente que seja o próprio consumidor a indignar-se ao invés do representante ou fabricante.  :D
« Última modificação: Março 03, 2019, 00:24:23, 00:24 por dfelix »

Março 03, 2019, 01:11:17, 01:11
Responder #26

ricardmag

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 243
Não é raro haver teste Rides acompanhados, precisamente para persuadir excessos.
Algum motivo devem ter, eu penso que será económico.

Em relação à segurança acho que também ajuda a evitar situações perigosas, se é um teste Ride significa que não se conhece totalmente a mota, e quando não se conhece a máquina a probabilidade de haver surpresas é maior.

Claro que não resolve, não estivéssemos nós a falar de pessoas. Mas não tenho dúvidas que ajudaria a evitar situações desagradáveis.
"Quando a música acaba, apagam-se as luzes." The Door's


Março 03, 2019, 08:26:30, 08:26
Responder #27

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 16119
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
(....)

Simples.
Se começas a publicar este tipo de conteúdos rapidamente ficas conhecido.

Falas mal uma vez...  quando voltas para testar algo novo, dizem que não está disponível.
(....)

Existem 2 modelos que já testei e que assumi, como sempre, o "dever" de não ocultar coisas que sabia não serem nada abonatórias...

Um deles foi o aparecimento de ferrugem nos discos de uma moto nova - Kawasaki Z900RS - e onde não me coibi de o fotografar, mencionar negativamente e publicar num test-ride.

Outro foi com consumos absolutamente desconcertantes, mesmo tendo em consideração o tipo de veículo em questão - Aprilia Tuono V4 1100RR - onde estava a rolar com médias de 13L/100kms!!
Poderia muito bem ter ocultado essa situação, mas não o fiz!
E havia que ter presente que se eu o conseguia fazer (não sendo "nada de especial" comparado com outros condutores mais experimentandos), então o que não iria gastar noutras mãos!?

Se no primeiro caso absolutamente nada me foi dito, já no segundo (Aprilia), o gerente do concessionário falou comigo na primeira oportunidade em que me viu, apresentando as suas razões e dizendo-me que em condições mais normais e por experiência própria, os consumos seriam bem mais baixos.

E.a coisa ficou logo por ali, até porque ele sabe que digo o que tenho de dizer.

Continuamos amigos, continuo a frequentar o seu belo concessionário e ainda ontem falei com ele por causa da Moto Guzzi V85...

Se eu alguma vez sentir a "sugestão" que aquilo que algum concessionário me está a ceder é para ser descrito sem a existência de "uma ponta de defeito" ou algo menos bom do que aquilo que deveria, nem eu próprio acedo a escrever sobre o mesmo.

Se isto aconteceria para qualquer cliente...ou seja...escrever sem ocultar certas coisas e continuar a ser bem recebido para testar qualquer moto?

Possivelmente não...
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Março 03, 2019, 09:42:01, 09:42
Responder #28

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 3843
Não é raro haver teste Rides acompanhados, precisamente para persuadir excessos.
Algum motivo devem ter, eu penso que será económico.

Presumo que querias dizer dissuadir em vez de persuadir...  :)

Nunca fiz "acompanhado" no sentido de ir alguém a controlar o que se faz.
Mas já fiz uns quantos em "grupo". O que não é exactamente a mesma coisa de ir "acompanhado".

Estes ensaios em grupo são comuns quando há eventos destinados só para isso.
Como surge muita gente para experimentar, esta é uma forma de organizar a agenda.
O único excesso controlado é o tempo que se usa a moto para não prejudicar quem pretende testar a seguir.

Ainda assim...
Há uns anos atrás fiz um test drive da Yamaha em que o grupo fez as curvas da lagoa azul mais rápido que o tempo que levou a reagrupar para o regressso.
Tal como nos "BMW Moto Experience" por várias vezes levei a S1000RR aos 270.. bastando me deixar ficar um pouco para trás para depois acelerar um pouco e reaproximar dum grupo que diga-se de passagem... era bastante rápido!

Em relação à segurança acho que também ajuda a evitar situações perigosas, se é um teste Ride significa que não se conhece totalmente a mota, e quando não se conhece a máquina a probabilidade de haver surpresas é maior.

No momento em que esta malta dos vlogs é bitola do que se considerar alguém "experiente" ... pensar desta forma fará sentido.  :pensador:

Março 03, 2019, 11:47:54, 11:47
Responder #29

ricardmag

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 243
"Quando a música acaba, apagam-se as luzes." The Door's


Março 05, 2019, 10:07:44, 10:07
Responder #30

Nuno YB

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 939
  • Marca Motociclo: Yamaha
  • Modelo Motociclo: BT1100 Bulldog
  • Localidade: Evora
Via alguns motovloggers estrangeiros ( via, porque o tempo é cada vez menos ). Não tenho por hábito ver os nacionais.

E não vejo porquê? Porque não são, na sua generalidade, isentos. E tambem não são, na sua generalidade, "habilitados" para falarem de certas questões.
Eu não sou mecânico, não tenho conhecimentos suficientes para prestar certo tipo de informações. Ler um folheto de um modelo e debitar no ecrã aquilo que lá está escrito, não é um test-drive. É, simplesmente, confirmar aquilo que a marca disponibiliza ao consumidor. Se não é grave na questão do numero de cilindros, ou na potencia do moto, já o é quando se referem a consumos e a outros dados.

Fazer um video de "primeiras impressões", dar uma volta com a moto, dizer o que gostamos e o que não gostamos, é uma coisa. Um test-drive, é outra coisa. É isso mesmo, um teste a uma maquina. E um teste não é o mesmo que ler as informações do panfleto e dizer que a moto anda bem, durante umas aceleradelas serra acima e serra abaixo.

Aquilo que se vê, na generalidade, são pessoas "normais", que conhecem bem os donos de 2 ou 3 stands e que fazem publicidade "gratuita" aos modelos vendidos nesses stands. As motos são todas lindas, andam todas bem, gastam todas pouco. E, não raras vezes, até a informação que escrevem no ecrã está errada. Ou porque ouviram mal, ou porque não sabem ler ou ( e já ouvi alguns dizer isto ) "agora não me lembro, mas depois confirmo". Vai "testar" uma moto e "não se lembra" de quantos cavalos tem, ou cilindros?

Nada tenho contra quem faz esses videos, atenção, alguns até dão informação válida e honesta. Mas, a grande generalidade, não vai dizer que a posição é desconfortavel, que é pesada, que gasta muito, que os materiais não são grande coisa, etc, etc, etc. E porquê? Porque, se o fizerem, acabam-se as motos para os "test-drives". Sem motos não há testes, sem testes não há videos, sem videos não há publicidade, sem publicidade não há carcanhol nem seguidores. Por esse motivo, escolho não ver a maior parte. Vou vendo os que aqui aparecem, da malta que aqui os publica. E, se tiver que dizer a alguem que não gostei, tambem digo.

Normalmente, e já tive um caso desses, os motovloggers não convivem bem com a critica. No entanto devem entender que não é uma questão pessoal. Nada contra a pessoa, apenas á maneira como está a fazer algumas coisas. Há quem o aceite e tente melhorar, há quem não goste. O que muitos deles parecem ter dificuldade em entender, é que os "testes" que fazem podem influenciar potenciais compradores. E dizer que a moto Y gasta pouco, sem fazer uma média de consumos, olhando apenas para o computador de bordo ( apesar de nós sabermos que as marcas são honestas, não manipulam resultados nem dados nenhuns... cof, cof... ), está errado. Ou dizer que a moto X curva bem, depois de 3 voltas a uma rotunda. Ou ainda dizer que a moto X trava tão bem como a moto Y, mesmo sem ter testado as duas, apenas olhando para o peso de cada uma delas ( sim, já vi um video em que a pessoa testou um modelo e disse que o mesmo modelo, mas com cilindrada superior, iria travar igual... mesmo sem ter testado ). Não estão a testar batatas fritas, são motos. São veiculos que custam mais que batatas fritas e que influenciam um modo de vida, já não falando que implicam com a segurança de pessoas.

Aqui do Forum, tenho visto os do Sapiens e do MNeves. São simples, mas com a informação necessária. Não são "pesados", dão para ler os textos ou ver os videos sem bocejar. Não entram em aspectos técnicos muito complicados, já que não testam esses aspectos tecnicos. E passam uma ideia daquilo que eu quero ver: a moto, sem opiniões pessoais descaradamente positivas acerca de tudo na moto, desde o farol traseiro até aquele parafusinho minusculo que quase não se vê mas que tem um acabamento "extraordinariamente impecavel, só ao nivel da tecnologia aero-espacial".

Março 05, 2019, 15:02:51, 15:02
Responder #31

ricardmag

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 243
Bom post Nuno  :nice:

Este assunto já foge um bocado ao do tópico mas aqui vai.
Em relação a um test ride aceito que a informação seja incompleta, uma vez que é um test ride.
O que mais me choca é em relação aos reviews, um review, na minha opinião, nunca deveria ser feito com  menos de um ano de experiência. Se assim não for é um review muito incompleto.

Cumprimentos

"Quando a música acaba, apagam-se as luzes." The Door's


Março 05, 2019, 15:20:37, 15:20
Responder #32

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 16119
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Hum... :)

Um ano de utilização é mais uma análise profunda dos prós e contras ou, num caso mais extremo de quilometragem (feito por publicações), um "Endurance Test".     :festa:
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Março 05, 2019, 15:37:03, 15:37
Responder #33

Moto2cool

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4418
Ás vezes posso ser mal interpretado, claro que existe uma pressão implicita em quem faz uma review desde logo pela cedência da mota e expectativa de cedências futuras, principalmente para tem proveitos desses testes. Por exemplo, o Sapiens apesar de escrever demasiado  :lolol: faz test rides competamente desinteressado porque se lhe limitarem o acesso aos modelos até fica a ganhar porque não tem o trabalho e a responsabilidade  ::P: (tirando o salário que lhe pagam aqui no CPMoto  :stuck_out_tongue_winking_eye:)
Isso não quer dizer que implique alguma desonestidade dos testers nas apreciações, escondendo factos que devem ser revelados, mas isso depende de cada um.
Mas também não podemos esperar que quem faz o teste escolha por nós, há dimensões subjectivas na escolha que devem ser consideradas. Tenho todo o respeito pelos test rides, incluo-os no meu leque de escolhas até limitar os modelos a considerar, a partir de certo momento é apenas a minha experiência/gosto/critérios que contam.
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki VStrom 650
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Março 05, 2019, 16:38:38, 16:38
Responder #34

TMaxer

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 2872
  • Sexo
    Masculino

    Masculino


Falamos dos test drives dos Vloggers... mas esquecemos-nos até da nossa e de outras plataformas virtuais como o CP Motos.


Nao querendo visar ninguém, nem tao pouco apontar o dedo a ninguém, vou apenas dizer uma coisa baseado no meu conhecimento obtido através de convívio com companheiros "dos foruns":


Sei de varias situacoes de companheiros que tem DB noutro forum semelhante e que apenas publicam o positivo, escondendo deliberadamente problemas que as maquinas e marcas tem, apenas com o intuito da qualidade da sua marca não ser beliscada ou questionada  :toma: :toma:
Ducati Multistrada 1260S

Março 05, 2019, 17:29:45, 17:29
Responder #35

João A

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 281
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: SYM
  • Modelo Motociclo: CRUISYM 300
  • Localidade: Lisboa
Via alguns motovloggers estrangeiros ( via, porque o tempo é cada vez menos ). Não tenho por hábito ver os nacionais.

E não vejo porquê? Porque não são, na sua generalidade, isentos. E também não são, na sua generalidade, "habilitados" para falarem de certas questões.

...


Subscrevo inteiramente esta opinião do Nuno YB

 :convivio:

Nota pessoal: quando as citações se referem a um texto longo, tenho por costume cortar grande parte e substituir por reticências. Isto não significa qualquer desconsideração pelo autor, mas sim evitar encher demasiado os tópicos com textos que já la estão... Então quando têm muitas fotos e repetem tudo!!!... É só a minha opinião.
ex- BMW F650; ex-Kymco DT 300i ABS; ex- Honda CBF 600 SA

Abril 24, 2019, 20:14:13, 20:14
Responder #36

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 16119
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Como foi por cá referido inúmeras vezes e - confesso - foi graças ao seu caso que decidi criar este tópico, informo que o Cager está já novamente a andar de moto, após o grave acidente em que esteve envolvido (ou foi assumidamente causador, vá...).

E...imaginem, já com ideias de "GoFundMe" e "Patreons". Este último termo confesso que nem o conhecia e só vendo o vídeo fiquei a perceber do que se tratava ef€ctivament€.  ;)

E sim...até acho piada a alguns vídeos.

"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Abril 24, 2019, 21:04:02, 21:04
Responder #37

Moto2cool

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4418
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki VStrom 650
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Abril 24, 2019, 21:52:43, 21:52
Responder #38

mneves

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 2738
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
membro numero 16

Abril 24, 2019, 22:01:41, 22:01
Responder #39

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 16119
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Será pelo menos essa uma das "alíneas" do Termo de Responsabilidade que fique assinado.

A reparação do dano, quando a responsabilidade da sua causa lhe é imputada.

Acontece que no caso do acidente ocorrido com o Cager, aparentemente a coisa iria seguir um caminho "extra Termo de Responsabilidade"...

...ou pelo menos assim seria aquando do seu vídeo e segundo as suas palavras.

Se bem me recordo do detalhe com que descreveu aquilo, a Versys-X 300 de teste deve ter ali uma reparação bem onerosa.  :-X
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Abril 25, 2019, 07:13:54, 07:13
Responder #40

Moto2cool

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4418
Tenho ideia que ele terá dito que o concessionário não iria cobrar até sugeriu qualquer coisa como fazer mais uns trabalhos para ele, penso que de divulgação de modelos.
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki VStrom 650
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Abril 25, 2019, 08:17:44, 08:17
Responder #41

mneves

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 2738
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Tenho ideia que ele terá dito que o concessionário não iria cobrar até sugeriu qualquer coisa como fazer mais uns trabalhos para ele, penso que de divulgação de modelos.
E achas  que paga 5000€ em videos? Durante quantas  decadas?
Existiu uma reuniao da marca em que isso foi comentado entre  stands e a coisa nao é  barata...
Por isso ha stands  a alterar todos os seguros das motas de teste, por isso ainda nao testei outra de 20000€ que está  nova a minha espera.
membro numero 16

Abril 25, 2019, 08:22:16, 08:22
Responder #42

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 16119
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
A reparação da moto seria de tal montante?
Bem...aquilo foi mesmo uma destruição quase total.

Nesse caso Marco e depreendo pelas tuas palavras que tenhas algum conhecimento do caso, a coisa não ficou exactamente como ele indicou no vídeo. É isso?

Ou seja, o Termo de Responsabilidade assinado foi levado +/- à letra.  :pensador:
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Abril 25, 2019, 11:37:43, 11:37
Responder #43

Moto2cool

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4418
Não fui só eu que fiquei com a ideia que o concessionário teria perdoado a reparação, por exemplo oTMaxer escreveu também: "Ontem fui ver o vídeo do Cager onde explica o estalo e achei graça a gratidão com que ficou ao concessionário a quem partiu a moto... referiu 2 vezes que teria de fazer uma “cena especial” para a Rame Moto para que “não ficassem prejudicados”. Ora... adeusinho isenção, se e que já existia alguma  :nice:"

Agora se o concessionário ( ou talvez a marca o tenha exigido) decidiu pedir o dinheiro é muito chato. Na verdade, apesar de não gostar muito dos vídeos do Cager, ele acabava promovendo as marcas e os concessionários.

Não era de forma desinteressada que lhe emprestavam as motas para test ride
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki VStrom 650
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Abril 25, 2019, 11:46:50, 11:46
Responder #44

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 16119
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...

Aliás, ele dá claramente a entender que o seu caso seria tratado de forma distinta.  :read.calm:

Agora....se houve diferenças (nomeadamente com o ressarcimento monetário) desde essa altura, parece ser o caso. Pelo menos atendendo à informação de uma reunião a que faz agora referência o Marco, na sua intervenção.
« Última modificação: Abril 25, 2019, 11:47:53, 11:47 por Sapiens21 »
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Abril 25, 2019, 15:27:52, 15:27
Responder #45

mneves

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 2738
  • Sexo
    Masculino

    Masculino

Aliás, ele dá claramente a entender que o seu caso seria tratado de forma distinta.  :read.calm:

Agora....se houve diferenças (nomeadamente com o ressarcimento monetário) desde essa altura, parece ser o caso. Pelo menos atendendo à informação de uma reunião a que faz agora referência o Marco, na sua intervenção.
A resolução ficou entre eles, se querem ou nao o dinheiro ou se querem de outra forma, sei que a reparacao é bem cara e isso levou a muito stand alterar algumas "coisas" nesses termos.
Uma coisa é  certa , nao acredito em "perdao" pois com 300000 subs so no canal em pt ja dao para alguma coisa ,mas nao vale a pena falar muito nisto, a malta tem sim de perceber o risco que é  um teste ride.
Eu por exemplo tenho  um desses sustos em video com a ktm de 200000 eur, e  a culpa nao era minha, todo cuidado é pouco.
membro numero 16

Abril 25, 2019, 15:51:55, 15:51
Responder #46

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 16119
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Interessante....

Por acaso até tenho uma certa curiosidade de saber que cláusulas lá terão colocado p'lo meio.  :read.calm:
Depreendo pelo que dizes que deve ser coisa capaz de levar um qualquer interessado em fazer um test-ride, a ler...e reler mais um par de vezes, antes de (meio a tremer) deixar a sua assinatura no papel.  :)

(....)
Eu por exemplo tenho  um desses sustos em video com a ktm de 200000 eur, e  a culpa nao era minha, todo cuidado é pouco.

Sim, entendo-te.
Motos que custam o mesmo que um T1 em zona privilegiada de Lisboa, levam a cuidados suplementares.  ;)
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Abril 25, 2019, 16:31:43, 16:31
Responder #47

Moto2cool

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4418



(....)
Eu por exemplo tenho  um desses sustos em video com a ktm de 200000 eur, e  a culpa nao era minha, todo cuidado é pouco.

Sim, entendo-te.
Motos que custam o mesmo que um T1 em zona privilegiada de Lisboa, levam a cuidados suplementares.  ;)

Acho que o MNeves colocou um zero a mais e mesmo assim é muita fruta.

Os stands deviam ter um seguro opcional de danos próprios para quem quisesse pagando um adicional.

Não sei se ainda existem seguros de carta, seriam ideais para quem faz muitos test ride
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki VStrom 650
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Abril 25, 2019, 16:57:45, 16:57
Responder #48

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 16119
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Sim, foi isso mesmo.

Vi ali um aproveitamento para me meter com ele, sem malícia.  :nice:

Quanto ao tema, até entendo o receio dos concessionários e a vontade em querer "proteger-se" no caso das coisas correrem mal.

Do conhecimento que tenho, muitos motociclos colocados a teste são do próprio concessionário e não de um importador.

Alterações de um Termo de Responsabilidade, com objectivo de o tornar mais responsabilizador, ainda assim desperta-me curiosidade nos seus termos.
Isto se acaso foi aí que residiram alterações...

Podes partilhar alguma alteração de que tenhas tomado conhecimento por parte dos concessionários, Marco?

"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Abril 25, 2019, 22:29:23, 22:29
Responder #49

Pianoman

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 1125
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Honda NC750XD
    • Pianoman PT (Canal Youtube)
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: NC 750XD
  • Localidade: Charneca da Caparica
O Cager fez um Fundme e está a pensar fazer um Patreon mas (segundo ele) é para financiar apenas a compra de luvas e capacete, sendo que este último já comprou mas a crédito.
Daelim S3 125: Ago11->Jul12(14k) ; Maxsym 400i: Jul12->Mai13(21k) ; Maxsym 400i ABS: Jun13->Mai14(18k) ; Maxsym 600i ABS:Mai14->Jan15(12k)
Honda NC750XD
  | 
Membro nº14