Autor Tópico: [Motociclos eléctricos Japoneses] O 1º passo está dado  (Lida 491 vezes)

Abril 07, 2019, 11:20:41, 11:20
Lida 491 vezes

2low

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4126
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Almada


Oficialmente o primeiro passo das grandes marcas Japonesas está dado.
Honda+Kawasaki+Suzuki+Yamaha têm estado a reunir-se e discutirem alguns dos prováveis standards que poderão fazer parte dos futuros motociclos eléctricos.
Para já as discussões são praticamente em redor de standards de infraestruturas de carregamento e de baterias.

Esta para já é uma grande diferença dos Japoneses para os Chineses, demonstrando que o facto de partilharem com outros determinados assuntos pode ser benéfico para todos.

Fonte: https://www.motorradonline.de/ratgeber/japaner-diskutieren-elektro-motorrad-standards/



"Coragem é saber o que não temer.", Platão
"Se uma scooter é um aspirador, quantos sacos gasta aos 100?", Alguém

Abril 07, 2019, 11:56:38, 11:56
Responder #1

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 17193
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Baterias standards e entradas de carregamento standards para Honda, Kawasaki, Suzuki e Yamaha... Hum.  :pensador:

Apesar de não ser mencionado no artigo, presumo que se faça esse "acordo" apenas para determinadas gamas. Pelo menos no caso das baterias, já que nas entradas standard para para carregamento, faz todo o sentido que seja uma medida para todas, independentemente de se tratar de uma citadina ou desportiva.

 Penso eu de que... :)
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Abril 07, 2019, 12:28:25, 12:28
Responder #2

2low

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4126
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Almada
Baterias standards e entradas de carregamento standards para Honda, Kawasaki, Suzuki e Yamaha... Hum.  :pensador:

Apesar de não ser mencionado no artigo, presumo que se faça esse "acordo" apenas para determinadas gamas. Pelo menos no caso das baterias, já que nas entradas standard para para carregamento, faz todo o sentido que seja uma medida para todas, independentemente de se tratar de uma citadina ou desportiva.

 Penso eu de que... :)

Não me parece que seja apenas para uma gama… julgo que seja mesmo um acordo para pelo menos as primeiras motos eléctricas de cada dessas marcas (mas de facto restrito a apenas determinados parâmetros - baterias, carregadores e pouco mais que isso), uma espécie de investimento inicial feito pelas 4 marcas em vez de cada uma gastar uma fortuna no seu desenvolvimento exclusivo… Cooperação Japonesa para poupança monetária e de tempo de desenvolvimento
(não me admirava nada de aparecerem em tempo record - 1 ano de desenvolvimento e produção talvez ainda em 2020 -, talvez uma scooter e uma moto de aspecto "tradicional" (equivalentes às actuais 125cc) e de cada uma dessas marcas como afirmação dos Japónicos no futuro das 2 rodas)

Mais publicações:
https://newatlas.com/honda-kawasaki-suzuki-yamaha-2019-electric-motorcycle-consortium/59178/
https://electrek.co/2019/04/03/honda-yamaha-kawasaki-electric-motorcycles/
https://www.nippon.com/en/news/yjj2019040200890/japanese-makers-eye-unified-electric-motorcycle-standard.html
« Última modificação: Abril 07, 2019, 12:34:10, 12:34 por 2low »


"Coragem é saber o que não temer.", Platão
"Se uma scooter é um aspirador, quantos sacos gasta aos 100?", Alguém

Abril 07, 2019, 12:33:15, 12:33
Responder #3

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 17193
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Como disse, parece-me fazer todo o sentido em matéria de carregamento. Uniformizar é uma medida vantajosa. Faz pleno sentido.

Já no que toca às baterias propriamente ditas, não sei se assim vão proceder, até porque imagino que existirá uma vontade natural de (também aí nas eléctricas) se distinguirem.

O tempo o dirá.  :nice:

"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Abril 07, 2019, 12:43:13, 12:43
Responder #4

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 17193
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Num dos links acima....

"The main point of the statement is that the four biggest Japanese factories are setting up a common technical base for replaceable batteries and charging stations."

Poderá ressaltar a ideia de baterias com formatos iguais para substituição fácil e rápida por outra já carregada.

Poderá então a diferença residir no aproveitamento das mesmas em termos de software.

Resta saber se será para todas as gamas, ou apenas algumas..
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Janeiro 12, 2021, 14:14:58, 14:14
Responder #5

2low

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4126
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Almada
No seguimento desta parceria Japónica de criar e desenvolver baterias standard, a própria Kawasaki também está a ser reestruturada, com criação de um departamento próprio para motociclos, para também dar o próximo passo no desenvolvimento de motociclos menos dependentes de combustíveis fosseis, tal como o desenvolvimento de motorizações com recurso a hidrogénio, como forma de se vir a tornar líder neste sector!
(Lourenço...já sei que será um destes modelos a hidrogénio que deverás adquirir... eu também!  :convivio: )


"(...) A crescente associação ao hidrogénio nos últimos anos, como uma fonte de energia limpa e que não emite CO2, significa que com o desenvolvimento desta tecnologia poderá permitir que apareçam noticias sobre as vantagens em torno da utilização deste tipo de motorizações na qual Kawasaki tem vindo a trabalhar há muito tempo ."
Provavelmente as noticias também recentes da Kawasaki estar a preparar e a desenvolver motorizações híbridas possam ter a ver com este "assunto".

Agora a picardia saudável sem malícia, "pelo menos estes não são electrodomésticos de certificação A+"  :D
Mas até lá... ainda vou ter um ou dois quaisquer destes "electrodomésticos de certificação A+"  :lolol:

nota: outro tópico "adjacente" poderá também "entrar" indirectamente nessa parceria das marcas japonesas mais conhecidas
https://www.clubeportuguesmotociclismo.pt/index.php?topic=1621.msg17403#msg17403
« Última modificação: Janeiro 12, 2021, 14:28:35, 14:28 por 2low »


"Coragem é saber o que não temer.", Platão
"Se uma scooter é um aspirador, quantos sacos gasta aos 100?", Alguém

Janeiro 12, 2021, 23:17:44, 23:17
Responder #6

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 17193
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
O hidrogénio no sector dos motociclos...  :pensador:

Sinceramente tenho algumas reservas em crer que no caso dos motociclos seja algo viável e a ser adoptado (generalizadamente) pelas marcas.
Pode sê-lo pontualmente num ou noutro modelo, mas muito mais que isso...  :confused:

Pode ser que me engane e até poderão mesmo vir a adotar nos motociclos os necessários depósitos (extremamente resistentes) e capazes de aguentar uns 300 Bar ou mais, mas...é algo que me deixa reticente em 'ver acontecer'.

E depois, para lá da disponibilidade de postos de carga e que na Europa são poucos e sem ver que possam aumentar a bom ritmo, ainda há o principal e que é a tendência que vejo a ocorrer...

No sector automóvel e sobretudo no sector do transporte, como a camionagem e aeronáutica, de facto é algo que pode muito bem ocorrer de forma decisiva num prazo de uma a duas décadas.

No caso dos motociclos e admitindo poder estar a ver mal a tendência futura e os desenvolvimentos recentes, acho sinceramente que não adoptará o hidrogénio e serão sim os motores e baterias eléctricos a ganhar a aposta.

Pode ser que me engane, atenção.
Mas é o que acho...  :nice:
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Janeiro 13, 2021, 01:01:45, 01:01
Responder #7

2low

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4126
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Almada
A pandemia tem provocado muitos danos mas também tem feito com que tenhamos perdido a noção do que se passa em termos mundiais para lá da pandemia...
Pelos vistos 2020 foi um ano preenchido de investimento forte em mudanças de paradigmas de todo o grupo Kawasaki:

"...when all cars in Japan will run on hydrogen..."

https://global.kawasaki.com/en/corp/newsroom/news/detail/?f=20200309_3090
"Paving the way for a hydrogen-based society"
https://global.kawasaki.com/en/stories/hydrogen/
https://fuelcellsworks.com/news/kawasaki-heavy-industries-commences-sales-of-hydrogen-liquefier-performance-and-reliability-demonstrated-by-long-term-continuous-operation-for-over-3000-hours/

E ainda sobre a criação de novo departamento especifico para motos:
https://www.mcnews.com.au/kawasaki-heavy-industries-to-separate-motorcycle-business/
"This month in market and planning updates Kawasaki have indicated that they plan to ‘spin-off’ their motorcycle and engine business around October next year, 2021."
Esta data poderá coincidir com a apresentação oficial dos primeiros produtos de motorização alternativa à combustão e outros híbridos...

Em todo o caso, acho que o mal humano, e digo pelo menos nós nos geral podemos à partida estranhar a mudança, podemos questionar soluções distintas do que achamos possivel MAS é sabido que a determinação e capacidade de abstracção da nossa realidade conhecida e começarmos a sonhar novamente como quando éramos crianças em que tudo é possível... quem sabe, se neste especifico caso (tal como tem sido todas as questões pertinentes que foram apontados aos veículos eléctricos e que aos poucos se vai vendo que são ultrapassadas) não será mais fácil acreditarmos que realmente pode ser complicado o investimento e desenvolvimento deste tipo de motorizações alternativas com tudo o que implica mas que futuramente possamos ver que afinal muitos dos problemas nem são ou nem foram assim tão difíceis de ultrapassar... e algumas com soluções fáceis que ninguém à partida se tinha lembrado...  ;)

E julgo que já tinha sido por cá publicado uma noticia de 2017: https://www.bennetts.co.uk/bikesocial/news-and-views/features/bikes/hydrogen_powered_bikes_future_fuel
Veja-se aqui os exemplos especulados serem precisamente de outra marca Japonesa...
É bem curioso as parecerias realmente estratégicas que os Japoneses fazem em se unir para bem de todos!
É um exemplo que deveria ocorrer na Europa mesmo que se mantenham bons relacionamentos estratégicos para desenvolvimento e produção noutros países com custos de produção inferiores...
Acredito que só estas parecerias sejam uma forma real de as marcas japonesas mais conhecidas partilharem o knowhow entre si e cada um desenvolver tecnologias individualizadas mas que depois podem ser partilhados com restantes na "(*)SINERGIA E POUPANÇA EFICIENTE DE CUSTOS DE PRODUÇÃO NESSE DESENVOLVIMENTO supostamente complicado e difícil...

Curiosidade final:
Fórmula Química do Hidrogénio Molecular é precisamente H2  :pensador: 8)
Vão dizer que é especular demasiado (e rebuscado) que a Kawasaki tenha denominado o segmento dos "misseis da marca" precisamente com essa "sigla H2"?!


nota: (*) nos próximos dias/meses, Sinergia,  vão a ver e será uma palavra que vai começar a ser bem divulgada e difundida como tem sido a demasiado já gasta "resiliência"  :D
« Última modificação: Janeiro 13, 2021, 01:22:26, 01:22 por 2low »


"Coragem é saber o que não temer.", Platão
"Se uma scooter é um aspirador, quantos sacos gasta aos 100?", Alguém