Autor Tópico: Campanha 2019 ANSR  (Lida 478 vezes)

Outubro 21, 2019, 21:57:10, 21:57
Lida 478 vezes

rookie

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 115
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Yamaha
  • Modelo Motociclo: T-max 500
  • Localidade: Leiria
conduzam em segurança ::P:
divirtam-se e tenham consciência do que fazem
Independentemente do veiculo boa viagem a todos   :lolol: ::P: :smiley:

 :bandeiraportugal:  :sportbike: :chopper: :scooter: :bandeiraportugal:

PS. a ansr está a melhorar, mas na minha opinião, para bater mesmo no fundo deveriam colocar imagens mesmo chocantes! para ver se alguns condutores põem a mão na consciência




Dezembro 27, 2019, 13:17:40, 13:17
Responder #1

rookie

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 115
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Yamaha
  • Modelo Motociclo: T-max 500
  • Localidade: Leiria

Dezembro 27, 2019, 13:24:17, 13:24
Responder #2

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Online
  • *****

  • 16699
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
A GNR também divulgou um vídeo onde reúne uma série de situações filmadas pelos veículos que conduziam.

Uma grande parte dos casos que se pode ver, seguem ali com o telemóvel encostado à orelha, como se nada fosse e concentrados...na conversa.

Neste link dá para ver:

https://www.cm-tv.pt/atualidade/detalhe/as-manobras-mais-perigosas-dos-condutores-filmadas-pelas-patrulhas-da-gnr
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Dezembro 29, 2019, 19:34:49, 19:34
Responder #3

Moto2cool

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4419
Situações que mereciam prisão como homicídio na forma tentada, principalmente no caso de veículos pesados

O motociclista quase pisava o traço continuo ;)

[edit] Alterado porque o psicossomático do meu corrector escreveu "psicossomáticas" em vez de principalmente :)
« Última modificação: Dezembro 30, 2019, 09:19:48, 09:19 por Moto2cool »
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki VStrom 650
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Dezembro 29, 2019, 20:19:17, 20:19
Responder #4

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Online
  • *****

  • 16699
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Uma eventual prisão preventiva, que é a medida de coacção mais gravosa, talvez...talvez fosse excessiva só pelo uso do telemóvel ou uma ultrapassagem "às 3 pancadas".
É algo que implica muito perigo, entenda-se...mas para prisão, já será um pouco demais se não tiver associado mais que uma contraordenação, seja ela grave ou muito grave.

Segundo a lei portuguesa (e não só), nestes casos a multa é o que se aplica, conjuntamente com sanções acessórias de que se pode ser alvo.

Se não resultam da forma pretendida...bem...há portugueses que não vão lá nem com uma dezena de multas pagas, mas serão uma minoria.  :)
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Dezembro 30, 2019, 09:25:17, 09:25
Responder #5

Moto2cool

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4419
A prisão preventiva tem a ver com a medida da pena e com circunstâncias específicas. A ter existido impacto e eventualmente morte estávamos perante um homicídio, porque estão reunidas as condições para ser culposo (negligente) - estou a falar da ultrapassagem do pesado no traço contínuo.
Infelizmente a lei, na maioria dos casos, só permite intervir depois do crime.
Neste caso era só uma infração ao CE.
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki VStrom 650
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Dezembro 30, 2019, 12:03:36, 12:03
Responder #6

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4028
Infelizmente, as penas são mais gravosas para quem comete infracções do que para quem comete crimes na estrada.
É perfeitamente natural 500 euros e um mês sem carta por se passar a 90 numa estrada com características de via rápida que atravesse uma localidade.
É perfeitamente natural se poder continuar a conduzir normalmente após um atropelamento numa passadeira que resulte vítimas mortais.

Dezembro 30, 2019, 12:21:18, 12:21
Responder #7

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Online
  • *****

  • 16699
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
O "após", no caso de um atropelamento rodoviário (que só piora se for mortal), não me parece que resulte de forma tão natural para a possibilidade de voltar a conduzir.

A opinião pública generalizada é que poderá ter essa opinião, mas as coisas por norma não se passam de forma tão leviana para um acontecimento desses.

Um Tribunal de Instrução Criminal, perante um homicídio mesmo que por negligência (grosseira), como seria o caso, muito dificilmente não levaria o culpado a julgamento e daí não resultaria, no mínimo, uma multa avultada e uma inibição de condução superior a 1 ano.

Isto, claro, sem descartar uma pena mais gravosa, como um eventual regime de permanência na habitação prolongado, com recurso a vigilância electrónica...ou até mesmo prisão num Estabelecimento Prosional.

Um atropelemanto mortal, salvo uma ou outra excepção por via de provas em Tribunal de que resulte não se ter devido a culpabilidade do condutor, nunca vai acabar muito bem...
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Dezembro 30, 2019, 12:32:18, 12:32
Responder #8

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4028
Na zona onde cresci ocorreram dois casos desse género que naturalmente não passaram despercebidos por serem pessoas "vizinhas".
Posso te dizer que o mais grave envolveu alcool. E a pessoa em questão por entre tribunais, recursos e afins... manteve-se a conduzir até recentemente o processo ser arquivado.
Logo à noite se for à tasca daquela aldeia, muito provavelmente está lá.

Dezembro 30, 2019, 12:49:25, 12:49
Responder #9

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Online
  • *****

  • 16699
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Uma coisa dessas, ainda para mais com álcool, não deveria ter sucedido de todo.

Uma das primeiras consequências que deveria ter ocorrido, pressupondo que foi usado alcoolímetro para submeter o condutor ao teste de álcool no sangue....era ficar sem a carta de condução.

Esse caso, da forma como o indicaste, de facto não deveria ter sucedido assim.

Atenção que sublinhei a palavra "pressupondo" porque já tive conhecimento de quem não foi sujeito a teste de álcool no sangue...porque conhecia o agente que foi ao local de um acidente.
E quando assim é e a falha começa logo no local, as provas para se condenar alguém sofrem logo um revés de início..  :-X

Mas pronto, acredito que é uma das excepções.
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Dezembro 30, 2019, 13:01:34, 13:01
Responder #10

dfelix

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 4028
Só tenho conhecimento destes dois "casos reais" por serem relativamente próximos.
Até podem ser casos excepcionais. Mas retiraram toda a credibilidade que tinha no que diz respeito à justiça para resolver crimes relacionados com estrada.

Dezembro 30, 2019, 13:56:39, 13:56
Responder #11

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Online
  • *****

  • 16699
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Ainda a respeito de provas e como indicava atrás, nomeadamente no quão importante isso é na determinação da culpabilidade ou mesmo na tipificação do crime (quando aplicado), basta recordarmos o que aconteceu este ano a um companheiro aqui do fórum.

No acidente, não houve qualquer teste feito ao álcool...coisa que é no mínimo estranha perante este tipo de situações.

https://www.clubeportuguesmotociclismo.pt/index.php?topic=6329.msg77605#msg77605

"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Setembro 16, 2020, 08:08:20, 08:08
Responder #12

rookie

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 115
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Yamaha
  • Modelo Motociclo: T-max 500
  • Localidade: Leiria
aproveitando o tópico mais uma campanha desta dirigida aos motos


Setembro 16, 2020, 10:40:49, 10:40
Responder #13

PBarros

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 124
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    MOTOTURISTA
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: NC700X Dct
  • Localidade: Oeiras
“Viagem de moto, vontade de muitos, coragem de poucos.”