Autor Tópico: KTM 390 Adventure  (Lida 291 vezes)

Novembro 05, 2019, 19:43:02, 19:43
Lida 291 vezes

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 14263
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...

KTM 390 Adventure





Após tantas vezes se terem trazido ao fórum algumas fotos-espia desta novidade da marca Austríaca, com grande parte dos testes a decorrerem na Índia...eis que finalmente esta aguardada pequena Adventure de 390cc é apresentada definitivamente.

De certa forma faz lembrar a sua "mana" 790 Adventure, mas não deixa de se perceber qual é qual. :nice:

Mais uma para um segmento e cilindrada que até tem bastantes clientes. Sobretudo em Portugal. :)



"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Novembro 05, 2019, 21:06:31, 21:06
Responder #1

JoãoPVCarvalho

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 414
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Bicho Raro
  • Marca Motociclo: Kymco Super Dink 350i
  • Modelo Motociclo: PGO G-MAX250
  • Localidade: Benavente
O preço de compra neste segmento aliado à isenção do IUC é as regras da licença de condução de motas são fatores que em muito pesam na decisão da compra, até à pouco tempo este segmento era quase desprezado pelas marcas Premium, actualmente surgem cada vez mais propostas em todas as marcas mas invariavelmente construídas na China, Taiwan, India e outros países Asiáticos.
Talvez seja o caminho para desmistificar a questão das "Chinesas"
Um planeamento cuidado é meio caminho andado.✌
by JDilemas

Novembro 05, 2019, 21:11:51, 21:11
Responder #2

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 14263
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Mas olha que esta aqui em particular...deixa que te diga João que não está isenta de IUC:)

Não é por muita diferença de facto, mas está fora desse benefício.

A realidade é que a 390 é...uma ~373cc. Fica quase quase ali na isenção.  :)
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Novembro 05, 2019, 21:18:22, 21:18
Responder #3

JoãoPVCarvalho

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 414
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Bicho Raro
  • Marca Motociclo: Kymco Super Dink 350i
  • Modelo Motociclo: PGO G-MAX250
  • Localidade: Benavente
Pois... Por 23cc não se safa.
Um planeamento cuidado é meio caminho andado.✌
by JDilemas

Novembro 05, 2019, 22:26:39, 22:26
Responder #4

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 14263
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Se bem que também não estamos a falar de nenhuma fortuna.
O valor é bastante baixo até as 500cc, parece-me.

Quanto à 390 Adventure, que esteticamente conseguiu uma boa colagem à correspondente 790, será que é aqui mais estilo ADV, posição típica neste tipo de moto e também correspondente nome, do que propriamente capacidades aventureiras?
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Novembro 06, 2019, 10:43:35, 10:43
Responder #5

Megamustaine

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 880
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Suzuki + Royal Enfield
  • Modelo Motociclo: V-Strom 1000 "aka" Mazuki + Himalayan "aka" Manfield
  • Localidade: Tires
De "Adventure", esta mota não tem nada.......

Como é que uma marca com os pergaminhos da KTM lança para o mercado uma mota com esta designação....com jantes em liga leve?? :'(

Mais uma vez se prova que o intuito das marcas em muitos casos é venderem sonhos e não funcionalidade. Se este modelo viesse com jantes raiadas, ai sim tínhamos uma potencial Adventure no segmento das Mini Trails. Assim sendo a Himalayan continua sem "concorrência"
I can´t get any younger, time has brutal hunger.....

Novembro 06, 2019, 10:51:20, 10:51
Responder #6

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 14263
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Foi também o que me pareceu quando escrevi acima.

É mais o look, do que propriamente uma capacidade e preparação para o fora de estrada.
Que não tem...


(....)
Assim sendo a Himalayan continua sem "concorrência"


Também não é bem assim, meu caro. :nice:

A Versys X300 é uma máquina que parece muito versátil e capaz de proporcionar bom comportamento em em diferentes percursos e terrenos.
E depois aquele motor bicílindrico, paralelo com refrigeração líquida, pelo que tenho lido não se porta mal.

E já tem roda 19´ com jantes raiadas.
A Kawasaki Versys X300 não é propriamente um peixe fora de água quando se leva por certos caminhos. :)
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Novembro 06, 2019, 10:58:22, 10:58
Responder #7

Megamustaine

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 880
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Suzuki + Royal Enfield
  • Modelo Motociclo: V-Strom 1000 "aka" Mazuki + Himalayan "aka" Manfield
  • Localidade: Tires
Foi também o que me pareceu quando escrevi acima.

É mais o look, do que propriamente uma capacidade e preparação para o fora de estrada.
Que não tem...


(....)
Assim sendo a Himalayan continua sem "concorrência"


Também não é bem assim, meu caro. :nice:

A Versys X300 é uma máquina que parece muito versátil e capaz de proporcionar bom comportamento em em diferentes percursos e terrenos.
E depois aquele motor bicílindrico, paralelo com refrigeração líquida, pelo que tenho lido não se porta mal.

E já tem roda 19´ com jantes raiadas.
A Kawasaki Versys X300 não é propriamente um peixe fora de água quando se leva por certos caminhos. :)
O único senão da Versys é o facto de ser um motor que só tem torque em rotações mais elevadas. Mas sim, de facto não me lembrei desse modelo.

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

I can´t get any younger, time has brutal hunger.....

Novembro 06, 2019, 11:05:17, 11:05
Responder #8

Diogo Capitão

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 290
  • Marca Motociclo: kawasaki
  • Modelo Motociclo: gpz 500 s
  • Localidade: Pombal
Eu gostei do que vi, para quem só queira fazer uns ligeiros caminhos de off road certamente que n terá problemas com isso.
E em termos de tecnologia até oferece coisas como tracção de controlo e quick shifter  :nice:
Preço  6.500€ ~

Novembro 06, 2019, 11:09:49, 11:09
Responder #9

Megamustaine

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 880
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Suzuki + Royal Enfield
  • Modelo Motociclo: V-Strom 1000 "aka" Mazuki + Himalayan "aka" Manfield
  • Localidade: Tires
Para isso há de ser uma excelente mota e creio que em Alcatrão, com os seus 40cv tem um comportamento dinâmico muito bom ( e claramente superior à Himalayan). O preço, sendo efetivamente esse, é que já a torna bastante cara.

Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

I can´t get any younger, time has brutal hunger.....

Novembro 06, 2019, 11:12:47, 11:12
Responder #10

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 14263
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Eu gostei do que vi, para quem só queira fazer uns ligeiros caminhos de off road certamente que n terá problemas com isso.
(....)

Imaginando que com "ligeiros" te refiras a uns estradões de terra +/- compostos, até de super duke 1290R.   :stuck_out_tongue_winking_eye:

Agora a sério...

A moto não deixa de ter altura ao solo, uma protecção plástica do motor, hand-guards e uns pneus "a dar para" caminhos de aventura.

Mas como indicado acima, é uma aposta mais no estilo do que propriamente a parte "Adventure".

No entanto será uma excelente máquina, bom motor (o bem conhecido bloco com 44cv), confortável q.b. e com uma posição de condução bem mais direita que as "manas" que utilizam este motor.  :nice:
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Novembro 06, 2019, 11:20:00, 11:20
Responder #11

Diogo Capitão

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 290
  • Marca Motociclo: kawasaki
  • Modelo Motociclo: gpz 500 s
  • Localidade: Pombal
Para quem não tem muito interesse em off Road como eu, mas que gosta do genero de trails é uma boa opção, é mais uma para me por com cabelos brancos.
Tem 160 kilos para 44cv nada mau mesmo.

Novembro 06, 2019, 11:27:27, 11:27
Responder #12

Megamustaine

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 880
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Suzuki + Royal Enfield
  • Modelo Motociclo: V-Strom 1000 "aka" Mazuki + Himalayan "aka" Manfield
  • Localidade: Tires
Atenção que não ponho em causa o potencial da mota para um off-road muito ligeiro. O que me refiro é ao facto de, sendo a "KTM" e lançando um modelo com denominação "Adventure", à semelhança das suas manas maiores, acaba por ser uma certa desilusão, pois a mota poderia ter um potencial enorme para ser uma fantástica verdadeira ADV. Imaginem essa mota, com JLL 21" à frente, jantes raiadas, um certo upgrade nas proteções e suspensões, com peso até 180kg para um motor com 44cv. Quais GS 1250, AT´s e outras afins no off-road!! Qualquer um conseguia tornar-se um verdadeiro "piloto" de Aventura!!
Todos aqueles que compram o sonho do que vêm nas revistas, youtube´s e facebook´s podiam, na prática, começar a explorar todos os trilhos que existem por ai :cool: :cool:!
I can´t get any younger, time has brutal hunger.....

Novembro 06, 2019, 11:32:09, 11:32
Responder #13

Hemisaro

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 258
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: Crossrunner VFR800X
  • Localidade: Lisboa
Vocês não se esqueçam que o que conta mais, diria mesmo muito mais, é a capacidade do utilizador, não tanto das motas (se têm rodas raiadas, etc). Isto falando destas com designação adventure, etc.

Não falo das que têm roda 17 à frente, por exemplo, que são totalmente viradas para o alcatrão.

Não é por se ter uma mota, supostamente, de adventure que ficamos capacitados para todo e qualquer ambiente que se nos depare à frente.

E a KTM tem uma outra gama de motas, à volta desta cilindrada, completamente viradas para o off-road, a gama EXC.
Esta vai na mesma ideia da Versys 300, da BMW G310 GS, a V-Strom 250, etc. São mais para alcatrão que outra coisa.
« Última modificação: Novembro 06, 2019, 11:36:49, 11:36 por Hemisaro »

Novembro 06, 2019, 11:47:22, 11:47
Responder #14

Megamustaine

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 880
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Suzuki + Royal Enfield
  • Modelo Motociclo: V-Strom 1000 "aka" Mazuki + Himalayan "aka" Manfield
  • Localidade: Tires
É um facto!

Por isso mesmo é que devia existir neste segmento uma oferta mais diversificada para quem queira começar a fazer off-road ( para além de meros estradões ).

Se reparares bem o que o mercado oferece ( porque é o que as pessoas compram ) são grandes mamutes de 200 e muitos kgs, jantes raiadas, todo o tipo de acessórios que são vendidos a preços exorbitantes ( Touratec, SW-Motech, Klim...etc...). Basta perceber que a grande maiorias das GS e das AT´s que se vêm na estrada não fazem off-road. Poderão dizer que as pessoas compram as motas para viajar, estradões moderados e por ai em diante. Estão no seu pleno direito e as motas cumprem bem esse propósito. Mas então, porque é que compram modelos de jantes raiadas e não em liga leve? Porquê investir em jantes e pneus 50-50 ou 70-30 e não em 90-10?.......Por uma simples razão...é o que as pessoas gostam de ver. É o chamado "living the dream".....mas só no papel.

Pelo contrário, tens um mercado de clientes que gostavam de desenvolver as suas capacidades off-road ( onde eu me incluo ), fazer viagens a Marrocos ( por ex: ) sem ser por alcatrão mas que como não há muita oferta em motas trails leves ( -180kgs ) e há pessoas que não podem ter 2 motas, acabam por optar por ter uma Himalayan ou uma Versys 300x.

A Yamaha T7 parece-me ser uma excelente opção para quem já esteja num nível intermédio ( e umas grandes pernas :D :D )


Se forem pesquisar vídeos de "Overlanders" que viajam pelo mundo, já repararam em que motas é que viajam? Motas com 400, 500 ou 600cc. Motas leves e aptas para todos os tipos de terreno.

É a isso que me refiro.....
I can´t get any younger, time has brutal hunger.....

Novembro 06, 2019, 12:03:59, 12:03
Responder #15

Hemisaro

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 258
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: Crossrunner VFR800X
  • Localidade: Lisboa
Se querem desenvolver essa capacidade comprem uma coisa orientada para isso, por exemplo a gama EXC da KTM.

Ah mas querem viajar: comprem uma para estrada.

Ah mas quero ter o melhor dos dois mundos:.... pois!

Vai ser difícil ter o melhor dos dois mundos numa só mota. É isso que eu digo e é isso que eu vou vendo no mercado.
As Africa Twin e similares, aproximam-se disso, mas é isso aproximam-se, e quem não estiver à vontade nesses tipos de terrenos menos fácil se tornará.

E não esquecer outra coisa. Para se ir fazer offroad, mesmo que ligeiro, tens de lá chegar e para lá chegar tens, muito provavelmente, de ir pelo alcatrão. Só depois fazes o off-road.
E no final tens de voltar, mais uma vez com muita probabilidade, pelo alcatrão.

Mesmo para fazer viagens a sítios idílicos, com grande carga tradicionalista, aventureira, etc, com grandes tiradas diárias, convém ter um motor com alguma capacidade, que vai poupar cansaço, etc.
Obviamente que essas viagens, aventuras, se conseguem fazer com uma versys 300, uma v-strom 250, etc, mas em algum momento a diderença se vai fazer sentir.

Novembro 06, 2019, 12:09:39, 12:09
Responder #16

Diogo Capitão

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 290
  • Marca Motociclo: kawasaki
  • Modelo Motociclo: gpz 500 s
  • Localidade: Pombal

A Yamaha T7 parece-me ser uma excelente opção para quem já esteja num nível intermédio ( e umas grandes pernas :D :D )


O que te adianta ter uma tenere 700 se n tens experiencia em of-road e acontecer algo parecido ao cager on two wheels?
Podes ter o espirito mas sem experiência tem tudo para corree mal, o ideal é começar por baixo como tu fazes com a tua himalayan  :scooter:

Novembro 06, 2019, 12:17:47, 12:17
Responder #17

Megamustaine

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 880
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Suzuki + Royal Enfield
  • Modelo Motociclo: V-Strom 1000 "aka" Mazuki + Himalayan "aka" Manfield
  • Localidade: Tires
Concordo com quase tudo o que dizes...quase. E dou-te o meu caso, que vale o que vale.

Em 2021 conto fazer uma grande viagem a Marrocos, que é um pais que conheço bem uma vez que já lá fui 8 vezes fazer expedições 4x4.

A ideia é visitar locais cuja acessibilidade seja feita maioritariamente por off-road.


 - Com a Himalayan, tenho as condições reunidas para me aventurar nesta aventura. Por alcatrão e fora de estrada, hei de chegar a ( quase todo o lado ). Adapto os dias de viagem às capacidades da mota.

 - Se eu tivesse uma AT, ou uma GS, garantidamente que nunca faria esta viagem. Chegava a Marrocos num "tirinho" por alcatrão. Fazia Marrocos num abrir e fechar de olhos........por alcatrão. Arriscar uma queda numa mota dessas num pais onde às vezes estamos muito isolados, nem pensar.


Em resumo, para mim essas motas fazem a diferença se a viagem for programada para andar em alcatrão. Fora isso, não muito obrigado! Ou há kit de unhas ou então esqueçam.
 
I can´t get any younger, time has brutal hunger.....

Novembro 06, 2019, 12:26:37, 12:26
Responder #18

Megamustaine

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 880
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Suzuki + Royal Enfield
  • Modelo Motociclo: V-Strom 1000 "aka" Mazuki + Himalayan "aka" Manfield
  • Localidade: Tires

A Yamaha T7 parece-me ser uma excelente opção para quem já esteja num nível intermédio ( e umas grandes pernas :D :D )


O que te adianta ter uma tenere 700 se n tens experiencia em of-road e acontecer algo parecido ao cager on two wheels?
Podes ter o espirito mas sem experiência tem tudo para corree mal, o ideal é começar por baixo como tu fazes com a tua himalayan  :scooter:

Por isso é que eu digo que é uma boa mota para quem esteja num nível intermédio. Entenda-se intermédio como aqueles que para mim já dominam as máquinas de uma maneira que eu ainda fico a sonhar....

O Cager ainda está muito longe disso e vê no que deu......


É o que digo, ou há kit de unhas ou então....comprem uma Himalayan ;D!
I can´t get any younger, time has brutal hunger.....

Novembro 06, 2019, 12:55:59, 12:55
Responder #19

VCS

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 253
    • Offramp
  • Marca Motociclo: Vespa, Lambretta, Piaggio
  • Modelo Motociclo: GTS 300, Golden Special, X8
  • Localidade: Lisboa
É um facto!

Por isso mesmo é que devia existir neste segmento uma oferta mais diversificada para quem queira começar a fazer off-road ( para além de meros estradões ).

Se reparares bem o que o mercado oferece ( porque é o que as pessoas compram ) são grandes mamutes de 200 e muitos kgs, jantes raiadas, todo o tipo de acessórios que são vendidos a preços exorbitantes ( Touratec, SW-Motech, Klim...etc...). Basta perceber que a grande maiorias das GS e das AT´s que se vêm na estrada não fazem off-road. Poderão dizer que as pessoas compram as motas para viajar, estradões moderados e por ai em diante. Estão no seu pleno direito e as motas cumprem bem esse propósito. Mas então, porque é que compram modelos de jantes raiadas e não em liga leve? Porquê investir em jantes e pneus 50-50 ou 70-30 e não em 90-10?.......Por uma simples razão...é o que as pessoas gostam de ver. É o chamado "living the dream".....mas só no papel.

Pelo contrário, tens um mercado de clientes que gostavam de desenvolver as suas capacidades off-road ( onde eu me incluo ), fazer viagens a Marrocos ( por ex: ) sem ser por alcatrão mas que como não há muita oferta em motas trails leves ( -180kgs ) e há pessoas que não podem ter 2 motas, acabam por optar por ter uma Himalayan ou uma Versys 300x.

A Yamaha T7 parece-me ser uma excelente opção para quem já esteja num nível intermédio ( e umas grandes pernas :D :D )


Se forem pesquisar vídeos de "Overlanders" que viajam pelo mundo, já repararam em que motas é que viajam? Motas com 400, 500 ou 600cc. Motas leves e aptas para todos os tipos de terreno.

É a isso que me refiro.....

Essas motos aventura mais simples, "puras" e básicas... não há muitas, mas existem. Chamam-se Himalayan, CRF250L, e há outras. Seriam sem dúvida a minha escolha para explorar, por exemplo, o Atlas.

Este é um segmento que não dá status nenhum  :), mas está reservado aos amantes da aventura no seu sentido mais "puro", pelo menos da maneira como eu o vejo, sem ofensa para quem pensa o contrário.

Um moto de Enduro pura é muito dura para levar e trazer de Marrocos. A não ser que vá de atrelado. Experimentem por exemplo uma Husqvarna TE350. Parece uma bicicleta de tão leve que se sente. Mas andar com aquilo na estrada é um tormento (para além de que muitas motos de enduro nem matricula têm...)

Um mamute (GS1200, GSA, etc), qualquer novato com um mínimo de jeito a guia em asfalto e faz um figurão com ela, mas na terra a sério é preciso mãos, espaço e muita técnica. Eu não tenho, e é uma moto que intimida só de pensar em pô-la em trilhos estreitos, ou na areia fina.

A Marrocos vai-se de Vespa, de Honda Today, de CG125. Na verdade vai-se em qualquer moto. De preferência leve e simples de mecânica, para ser fácil de reparar e aguentar gasolinas manhosas. Haja é tempo, saúde, e espírito para isso.


Novembro 06, 2019, 12:58:21, 12:58
Responder #20

Megamustaine

  • Motociclista: 3 estrelas ❇❇❇

  • Offline
  • ***

  • 880
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Suzuki + Royal Enfield
  • Modelo Motociclo: V-Strom 1000 "aka" Mazuki + Himalayan "aka" Manfield
  • Localidade: Tires
É um facto!

Por isso mesmo é que devia existir neste segmento uma oferta mais diversificada para quem queira começar a fazer off-road ( para além de meros estradões ).

Se reparares bem o que o mercado oferece ( porque é o que as pessoas compram ) são grandes mamutes de 200 e muitos kgs, jantes raiadas, todo o tipo de acessórios que são vendidos a preços exorbitantes ( Touratec, SW-Motech, Klim...etc...). Basta perceber que a grande maiorias das GS e das AT´s que se vêm na estrada não fazem off-road. Poderão dizer que as pessoas compram as motas para viajar, estradões moderados e por ai em diante. Estão no seu pleno direito e as motas cumprem bem esse propósito. Mas então, porque é que compram modelos de jantes raiadas e não em liga leve? Porquê investir em jantes e pneus 50-50 ou 70-30 e não em 90-10?.......Por uma simples razão...é o que as pessoas gostam de ver. É o chamado "living the dream".....mas só no papel.

Pelo contrário, tens um mercado de clientes que gostavam de desenvolver as suas capacidades off-road ( onde eu me incluo ), fazer viagens a Marrocos ( por ex: ) sem ser por alcatrão mas que como não há muita oferta em motas trails leves ( -180kgs ) e há pessoas que não podem ter 2 motas, acabam por optar por ter uma Himalayan ou uma Versys 300x.

A Yamaha T7 parece-me ser uma excelente opção para quem já esteja num nível intermédio ( e umas grandes pernas :D :D )


Se forem pesquisar vídeos de "Overlanders" que viajam pelo mundo, já repararam em que motas é que viajam? Motas com 400, 500 ou 600cc. Motas leves e aptas para todos os tipos de terreno.

É a isso que me refiro.....

Essas motos aventura mais simples, "puras" e básicas... não há muitas, mas existem. Chamam-se Himalayan, CRF250L, e há outras. Seriam sem dúvida a minha escolha para explorar, por exemplo, o Atlas.

Este é um segmento que não dá status nenhum  :), mas está reservado aos amantes da aventura no seu sentido mais "puro", pelo menos da maneira como eu o vejo, sem ofensa para quem pensa o contrário.

Um moto de Enduro pura é muito dura para levar e trazer de Marrocos. A não ser que vá de atrelado. Experimentem por exemplo uma Husqvarna TE350. Parece uma bicicleta de tão leve que se sente. Mas andar com aquilo na estrada é um tormento (para além de que muitas motos de enduro nem matricula têm...)

Um mamute (GS1200, GSA, etc), qualquer novato com um mínimo de jeito a guia em asfalto e faz um figurão com ela, mas na terra a sério é preciso mãos, espaço e muita técnica. Eu não tenho, e é uma moto que intimida só de pensar em pô-la em trilhos estreitos, ou na areia fina.

A Marrocos vai-se de Vespa, de Honda Today, de CG125. Na verdade vai-se em qualquer moto. De preferência leve e simples de mecânica, para ser fácil de reparar e aguentar gasolinas manhosas. Haja é tempo, saúde, e espírito para isso.
VCS,

Eu não o diria melhor....... !



Enviado do meu SNE-LX1 através do Tapatalk

I can´t get any younger, time has brutal hunger.....

Novembro 06, 2019, 17:36:08, 17:36
Responder #21

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 14263
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Nem de propósito...

A este respeito que aqui se tem falado: Is it a true adventure bike?

"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Novembro 06, 2019, 18:48:42, 18:48
Responder #22

Diogo Capitão

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 290
  • Marca Motociclo: kawasaki
  • Modelo Motociclo: gpz 500 s
  • Localidade: Pombal
Nem de propósito...

A este respeito que aqui se tem falado: Is it a true adventure bike?



Pelo que percebi pode-se comprar jantes raiadas, mas é muito mau, deviam de dar ao comprador opção de escolha, assim obrigam a uma pessoa a ter mais um investimento extra :/

Novembro 06, 2019, 23:24:04, 23:24
Responder #23

Sapiens21

  • Motociclista: 5 estrelas ❇❇❇❇❇

  • Offline
  • *****

  • 14263
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    Queira o bem. Faça o bem. O resto vem...
Tudo tem o seu custo...

A KTM sabe explorar a situação e, a bem da verdade, não é muito difrente do que acontece com todas ou quase todas as marcas.

Alterações face ao que vem de série tem um custo.
Jantes raiadas é acessório. Paga-se...  :)
"Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres humanos são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas para satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."

Dalai Lama

Novembro 08, 2019, 14:08:07, 14:08
Responder #24

Falcão

  • Motociclista: 2 estrelas ❇❇

  • Offline
  • **

  • 55
  • Marca Motociclo: Honda
  • Modelo Motociclo: Integra 700
  • Localidade: ALMADA

Novembro 09, 2019, 11:01:04, 11:01
Responder #25

2low

  • Motociclista: 4 estrelas ❇❇❇❇

  • Offline
  • ****

  • 2878
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Marca Motociclo: Triumph
  • Modelo Motociclo: Sprint ST 1050 ABS (2006)
  • Localidade: Almada
O video promocional oficial tem como titulo "escapar para a realidade"



Bela imagem:


« Última modificação: Novembro 09, 2019, 11:02:38, 11:02 por 2low »


"É tudo uma cambada de pobretana [peço desculpa se ofendi alguém mas estava só a expressar a minha opinião]"
Obrigado Svitre pela ideia. :P